Saiba Tudo o que Rolou no RAC!

Desde que entrei na equipe, pela primeira vez, tive a oportunidade de ajudar o Boss (líder, vulgo Érico Robert) na cobertura de um evento de anime aqui no Rio de Janeiro. E apesar dos inúmeros contras e imprevistos que se sucederam, conseguimos um bom material para mostrar a vocês um pouquinho de como foi esta pequena edição do Rio Anime Club!

* Todos os direitos desta imagem reservados ao RAC

Para começar, fiquei responsável em fotografar os cosplays e stands que estiveram presentes no evento. Havia uma quantidade considerável de pessoas fantasiadas com seus personagens favoritos e infelizmente foi impossível tirar ao menos uma foto de cada, mas ainda assim, consegui algumas muito boas que logo estarão disponíveis.

Além disso, também tive acesso à área VIP graças ao cadastro de imprensa e com isso foi fácil chegar perto de algumas das atrações que estiveram presentes – entre dubladores e bandas, incluindo The Kira Justice – sem precisar passar pelo típico sufoco do público em geral. Só quem é frequentador de evento com ingresso comum conhece essa sensação, pura experiência própria.

The Kira Justice

Porém, a maior surpresa que consegui para vocês – nossos fãs e seguidores seja lá em qual rede social – foram entrevistas com ambos os dubladores que fizeram parte das atrações. Infelizmente não foi permitida filmagem e tudo foi gravado em áudio, então deixarei por aqui um pouquinho da conversa que tive com ambos para que possam conhecer mais a respeito de cada um. E espero que gostem tanto quanto eu ao papear com eles!

Úrsula Bezerra – Dubladora de Goku (criança) e Naruto

Equipe Aficcionada: O que a dublagem significa em sua vida?
Úrsula Bezerra: É a minha vida, podendo resumir. Estou nesse ramo há mais de três décadas e eu simplesmente amo fazer isso.

Equipe Aficcionada: Qual foi o personagem mais marcante em sua carreira?
Úrsula Bezerra: Acho que cada um deixou uma marca diferente. Cada um veio num momento especial.

Equipe Aficcionada: Teve algum personagem que você gostaria de ter dublado? Que você olhou e pensou “Poderia ser eu ali”?
Úrsula Bezerra: Isso aconteceu na época do Rugrats. Eu queria muito fazer esse desenho, só que não tinha personagem porque todo mundo já tinha dublador. Mas, por sorte, o Vagner Fagundes cresceu e eu pude fazer o Chuck.

Equipe Aficcionada: E você acha que é mais fácil dublar anime, desenho, filme…?
Úrsula Bezerra: Eu não tenho preferência, gosto de dublar, sou apaixonada pela dublagem. E geralmente desenho é muito difícil ser ruim, porque geralmente a gente se diverte sempre e a gente tem certa liberdade de fazer algumas brincadeiras que às vezes em filmes não acontece.

Equipe Aficcionada: Qual dica você daria para quem tá começando agora, ou que pretende seguir essa carreira?
Úrsula Bezerra: Hoje em dia, pela pressa que têm os estúdios, eu acho que seria fazer cursos, mas com pessoas que trabalham há anos nesse meio e sabem direcionar. E no mercado – seja do RJ ou SP – existem regras e acho bom ficar ciente delas, para entrar pela porta da frente, fazendo a coisa certa para não cometer enganos ou ser enganado também. E todo mundo pergunta se é difícil, e digo que sim como qualquer início de profissão, mas não é impossível.

Equipe Aficcionada: Para encerrar, qual é o personagem que o pessoal mais pede para que você atue em eventos?
Úrsula Bezerra: Eu recebo todo santo dia, por mais de uma vez, pedido do Naruto. As pessoas pedem que eu mande parabéns, peça desculpas e tem de tudo, mas infelizmente hoje em dia nós dubladores não temos permissão de gravar nenhum tipo de áudio ou material dos personagens sem a devida autorização por conta dos contratos.

Equipe Aficcionada: Então, muito obrigada por ter conversado um pouquinho com a gente e saiba que no nosso site/canal tem muito fã da dublagem, otaku e nerds também que com certeza vão adorar a entrevista.
Úrsula Bezerra: Que nada. Obrigada vocês! Aqui é Úrsula Bezerra, assinem o canal Sou Aficcionado!

Fábio Lucindo – Dublador de Ash e Kuririn

Equipe Aficcionada: O que a dublagem significa em sua vida?
Fábio Lucindo: Já começou com uma difícil. Dublagem é a minha vida. Comecei muito cedo, desde pequeno nesse ramo e é tudo o que tenho, minha profissão, tudo o que eu realmente gosto e pretendo continuar fazendo por um bom tempo.

Equipe Aficcionada: Qual foi o personagem mais marcante em sua carreira?
Fábio Lucindo: Com toda a certeza, o Ash. Foi o personagem que dublei por mais tempos, em várias fases diferentes, então ele marcou bastante.

Equipe Aficcionada: Qual foi a sua reação ao ser chamado para dublar o Ichigo, visto que Bleach era um anime bem famoso e conhecido?
Fábio Lucindo: Nossa, eu fiquei bem feliz. Já havia feito teste para o personagem e quando fui chamado realmente gostei da oportunidade, já que na época o anime fazer bastante sucesso.

Equipe Aficcionada: E você acha que é mais fácil dublar anime, desenho, filme…?
Fábio Lucindo: Isso não influencia, sabe? Depende do personagem em si, independente se for de algum desenho ou filme. Se for um personagem difícil, a dublagem vai pedir certo grau a mais, então não importa o tipo.

Equipe Aficcionada: Qual dica você daria para quem tá começando agora, ou que pretende seguir essa carreira?
Fábio Lucindo: Primeiro, que tenha formação de ator que é quase obrigatório. Depois, alguns cursos de dublagem nesse meio, dedicação e persistência. É difícil como qualquer outra profissão, mas igualmente prazerosa.

Equipe Aficcionada: Para encerrar, qual é o personagem que o pessoal mais pede para que você atue em eventos?
Fábio Lucindo: Geralmente pedem muito pelo Kuririn e Ash mesmo, talvez por costume ou por serem os mais conhecidos da carreira.

Equipe Aficcionada: Obrigada por ter cedido a entrevista pra gente!
Fábio Lucindo: Obrigado vocês pelo carinho e até a próxima.

E para encerrar a matéria com chave de ouro – pelo menos da parte cujo estive responsável – também pude fotografar e trocar algumas poucas palavras com os Castro Brothers! Para que não conhece, ambos possuem um canal famoso no Youtube (acesse aqui) e costumam fazer paródias com músicas, além de vídeos originais também. Não houve entrevista com eles na área VIP, mas antes ambos deram um show para os fãs e pessoas presentes no evento junto com a banda.

No geral, o evento foi muito bom e estava bem diversificado para todos os tipos de público – o que foi notável pela quantidade de crianças e pais presentes. Além das atrações comentadas aqui na matéria, o RAC também contou com Desfile Cosplay, Apresentação K-POP, Arena Games, Arena RPG e palestra com Felipe Neto.

Gostou da matéria? Deixe sua opinião nos comentários e compartilhe com os amigos!

Bye bye, minna! E até a próxima. ;*

Nikkie Vanzo

Gateira assumida, 26 anos. Otaku de berço e fujoshi desde os 17 anos. Apaixonada por animes, mangás e J-Music, frequentadora assídua de eventos. Ama RPG, dormir, rabiscar, dormir, ficar no pc, dormir, chocolate, dormir e... Dormir? Carioca da gema e louca para cursar fotografia, além de ter o sonho de trabalhar numa editora.

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: