Resenha “Prometida”, de Carina Rissi

Antes de começar, se você não leu a série, fica complicado não revelar coisas que podem ser julgadas spoilers. Então se vai seguir em frente, tenha em mente que é por sua conta e risco, e por favor, não venha encher o saco depois!

Enredo:

Elisa Clarke é apaixonada por Lucas Guimarães desde seus quinze anos e tudo caminha conforme é mandado as regras da época. Lucas corteja Elisa, lhe manda cartas, nos bailes dança com ela, é um bom homem, lhe dá presentes, a respeita. Enfim um cara que sonhamos para casar, e Elisa não é diferente, ela é louca de amores por ele.

Só que algo acaba apressando as coisas, por conta de uma curiosidade que ela julgava ser feito por amor, impulso, seu irmão Ian a vê beijando Lucas e o obriga pedi-la em casamento.
Isso faz com que Elisa fique muito triste, pois ela não queria que as coisas fossem daquele jeito, ela imaginava esse momento muito mais épico e inesquecível, e não algo forçado por conta de um deslize seu.

Lucas é um homem honrado, sabe que o que foi feito pode comprometer o nome de Elisa e aceita se casar com ela, e por dentro está feliz com o arranjo, pois a ama demais.
Elisa mesmo alegre com o arranjo, não se conforma de tudo ter sido forçado, e isso lhe tira o sono e é aí quando tudo começa a desandar, pois ela vai para o escritório do irmão, encontra o celular de Sofia e acaba indo parar no futuro, de onde sua cunhada veio.

Seu sumiço é visto com maus olhos perante a cidade que ela mora. As pessoas acham que ela fugiu por não querer casar com Lucas e o próprio acaba acreditando nisso quando confronta Ian que não faz ideia do paradeiro da irmã.

Com a volta de Elisa para o seu tempo, ela resolve não contar a Lucas o que aconteceu com ela, e isso cria um grande espaço entre eles. A confiança é quebrada e a bola de neve de situações só aumenta com o decorrer da história.

Narrativa:

O livro é contato na visão de Elisa e Lucas. Assim, temos ideia do que passa na cabeça de cada um, tendo momentos de ódio intenso por Lucas e raiva absoluta por Elisa por simplesmente não saber conversar e guardar tudo dentro de si.

Não tenho do que dizer da narrativa da Carina, ela continua escrevendo daquela forma envolvente, que nos faz chorar e rir com muita precisão. A mulher é um monstro escrevendo. E é nítido que ela faz uma pesquisa de campo para complementar seus personagens, deixa-los mais ricos. Há personagens históricos reais descritos e conversas que para alguns historiadores não seriam possíveis, mas ela soube encaixá-los de forma tão legal que isso não incomoda de forma nenhuma.

Destaque:

Eu simplesmente adorei os personagens históricos que ela introduziu na trama, as descobertas, a forma como mesclou tudo, deixando crível.
Os vilões desse livro também são excelentes, e foram criados de forma tão maravilhosa, que me peguei várias vezes fechando o livro para respirar fundo e continuar a leitura. Se tivesse o poder de mergulhar na história literalmente, ía rolar uma violência da minha parte.

Opinião:

Confesso que assim que saiu, larguei tudo que estava lendo para continuar essa série que tanto amo. Li cegamente, como se não houvesse amanhã, mas pretendo ler novamente, pois é apaixonante.

Carina não perdeu sua mão, muito pelo contrário. O livro te envolve com situações das mais brandas as mais pesadas e tudo é descrito de forma maravilhosa sempre te ambientando, criando aquele clima de leitura que não conseguimos desgrudar.

Prometida conta como o amor pode ser difícil de lidar, pesado para carregar, mas ao mesmo tempo nos diz o quanto é precioso, o quanto precisamos dele.
Vemos aqui como o amor de irmão pode ser forte, sincero, fiel. O quanto podemos nos apaixonar por pessoas recém chegadas e depois defende-las com unhas e dentes.
Que quando amamos é difícil demais esquecer, ignorar e muitas vezes impossível de se fazê-lo. Que existem pessoas precisando apenas que você olhe para ela e lhe diga que vai ajudá-la.

Vemos nesse quarto volume as varias formas de amar, a emoção algumas vezes foi impossível de se segurar, afinal de contas ler sobre um ser indefeso sofrendo abusos horrorosos é de cortar o coração.

Foi maravilhoso enxergar as coisas pelos olhos de Elisa, ver que ao contrário de que todos pensam, ela não é um bibelô que enfeita os grandes bailes, mas sim uma mulher disposta a lutar com toda sua garra para defender aqueles que ama.
Super indico a leitura pra quem não conhece (Onde você mora querido? Na lua?) e se tivesse mil estrelas daria mil estrelas para esse livro.

Sinopse Oficial

Elisa Clarke anda um pouco entediada. Seus dias parecem iguais e os bailes há muito deixaram de trazer algum prazer a ela. Não que seja uma surpresa, pois sempre que ela está presente os eventos se tornam um desastre! E é injusto, já que ela foi uma boa moça a vida toda. Nascida em uma das famílias mais influentes, a jovem aprendeu desde pequena a respeitar as normas sociais e se manter longe de escândalos. Na única vez em que ignorou uma dessas regras acabou noiva. E foi apenas um beijo, ora bolas!

Um beijo com o qual Elisa fantasiou desde que conheceu e se apaixonou irrevogavelmente pelo belo e gentil jovem médico e que, como acontece nos contos de fadas, mudou sua vida para sempre. Mas não da maneira que ela esperava. Como consequência, agora está prometida a alguém que a despreza tanto que preferiu viver em outro continente. Tudo o que ela deseja é que as coisas permaneçam assim.

Mas Elisa não sabe que seu noivo está a caminho do Brasil, e ela terá de enfrentar o homem cujo coração um dia se viu forçada a partir.

Destinados a ficar juntos, mas separados por seus corações, eles se envolverão em uma sinuosa dança marcada por segredos, mágoas do passado, intrigas e uma arrebatadora paixão que colocará em perigo não apenas seus sentimentos, mas a vida de ambos.

Ficha Técnica

Autora: CARINA RISSI
Origem: NACIONAL
Editora: VERUS EDITORA
Coleção: PERDIDA, V.4
Edição: 1
Ano: 2016
Assunto: Literatura Nacional
Idioma: PORTUGUÊS
ISBN: 8576864606

Ara Robert

Sou viciada em leitura, games, RPG, séries, filmes, gatos, nas minhas filhas e maridão. Meus melhores amigos são meu maridão, minhas filhotas e mami. Sou do tipo que quando ler se apega aos personagens e quando eles morrem eu choro, quando eles são horríveis fico com ódio.

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: