Resenha “Os Goonies”, de James Kahn

banner-goonies-30anos

Nostalgia é a melhor definição para esse livro. Mesmo após quase 30 anos, desde que vi o filme dos Goonies pela primeira vez, ele ainda me dá um ótimo sentimento e hoje essa magia é passada às minhas filhas.  E com o livro pude reviver mais uma vez muitas destas emoções sentidas, mas hoje com uma compreensão ainda maior de tudo que estava acontecendo.

Bom, mas chega de falar sobre mim e vamos a resenha:

1356005724

ENREDO:

Em uma cidadezinha pacata e portuária, um grupo de ricos empresários donos do clube local, pretende destruir todas as casas de baixa renda para a criação de um grande campo de golf. As crianças desse local tem um tipo de clubinho e se auto denominam os Goonies, devido ao nome do local Docas Gon.

A aventura deles começa quando na casa de Mikey , o líder do grupo,  é encontrado um antigo mapa retirado do museu local, ao qual o seu pai é curador. Neste mapa é contada a localização do navio pirata, de um famigerado bucaneiro chamado Willy Caolho.

O grupo que está com os ânimos abatidos, devido a perspectiva de mudar de cidade e nunca mais terem a oportunidade de se aventurarem juntos, resolvem embarcar nessa missão em busca do tesouro que poderia salvar suas casas dessa destruição ou qualquer coisa que os faça se sentires úteis diante desse problema.

Tem se início a uma busca divertida e com vários perigos, pois no meio de sua jornada eles encontram com os Fratelli, um trio de criminosos procurados pela polícia, como se os desafios deixados pelo pirata Willy Caolho não fosse o suficiente para atrapalhar.

large

NARRATIVA:

O livro é contado no formato de um diário do Mikey , e com isso acompanhamos a visão dele sobre os fatos. Todos os seus sentimentos e anseios são bem expressos nestas páginas.

Diferente do que encontramos no filme, esse livro mostra uma versão mais adulta de tudo que aconteceu.  No filme, somos privados dos palavrões e outras expressões que o grupo usa em momentos diversos.

Outra coisa que me surpreendeu foi a profundidade dada a todos os personagens.  Lógico que o livro nos permite uma imersão muito maior e eu já esperava por isso, mas os diálogos de alguns deles são bem mais profundos do que se espera.  Um grande exemplo disso foi a surpresa que tive ao saber que Sloth, o personagem mais carismático da história, é capaz de ações muito além das limitadas falas “chocolaaaate” e “Sloth ama Gordo”. O grandalhão chega ao ponto de entreter seu fiel companheiro Gordo com um truque de cartas. Você acredita?

Um outro ponto interessante são os acréscimos feitos posteriores. Como o livro é contato na visão do Mikey, todas as informações que ele não participa, são passadas pelos seus amigos ou foram sabidas através imprensa local, como o incidente no Country Club Hillside, onde os canos estouraram.  Isso dá maior veracidade a história, pois o menino não poderia saber de tudo durante a incursão pela caverna do Willy.

DESTAQUE:

Como primeiro destaque quero citar a riqueza de detalhes da obra, que nos dá uma imersão muito boa dos apuros que eles vivem em busca do tesouro, além da real compreensão dos sentimentos que eles tem um pelo outro, uma cumplicidade que só se fortalece com o passar dos perigos.

Outro ponto que me chamou a atenção é a mente de Mikey quanto à Andy (namorada do irmão). No filme mostra um garoto inocente e puro, já no livro esse menino já sente as mudanças de seu corpo subir a cabeça, chegando ao ponto dele cogitar ficar com a namorada do irmão. E que fique bem claro que ele a beija mais de uma vez, não perdendo as oportunidades como um bom e sagaz adolescente (isso ae moleque, tú me representa..kkk)

500full

O livro conta também com cenas não mostradas no filme e perigos que se fossem trazidos para as telonas daria um tom bem mais soturno e provavelmente deixaria a produção muito mais cara para ser realizada.  Acredito que tenha sido por isso que não vemos o nosso amigo octópodes em ação, mas vocês vão gostar de conhecê-lo… 😉

MINHA OPINIÃO:

Uma leitura gostosa e que restaura aquele sentimento aventureiro que toda criança tem ou deveria ter. Hoje precisamos de mais histórias como essa.

Agora para não dizer que tudo são flores, ao contrário do filme o livro tem o seu momento de “barrigada”, que é quando ele desce muito o ritmo levando os protagonistas a uma cena longa demais e muito arrastada, usando como desculpa, uma história contada por Bocão enquanto eles estão em uma embarcação.  Essa parte me desanimou um pouco, mas logo em seguida a ação volta a dar as caras. Nada que tire o brilho dessa obra.

the-goonies-john-matuszak

A Darkside Books está de parabéns em nos trazer uma obra como essa que encantou e ainda encanta até hoje milhares de pessoas.

Obrigado por nos proporcionar esse retorno à infância.

OBS.: Esse livro tem uma versão de colecionador que é linda, mas que infelizmente não pude comprar e me arrependo muito. Então se você está interessado em adquirir essa obra, lhe aconselho a não cometer o mesmo erro que eu, compre a versão de Colecionador, com capa dura, e Mapa separado. Vale muito a pena ter essa lembrança em casa e mostra a magia destas páginas aos seus filhos.

117688451_2GG

Boa leitura a todos vocês Goonies de coração!

SINOPSE: 

O clássico filme infanto-juvenil, “Os Goonies”, volta direto dos anos 1980, adaptado para livro. Às vésperas de serem despejados de seus lares, um grupo de crianças – os Goonies – segue em busca de um tesouro escondido, em uma história fantástica de amizade.

darkside-os-goonies-capa

FICHA TÉCNICA:

EDITORA: Darkside Books
I.S.B.N.: 9788566636093
ALTURA: 21.00 cm
LARGURA:  14.00 cm
IDIOMA: Português
ACABAMENTO: Brochura
FAIXA ETÁRIA: Infanto-juvenil
TÍTULO ORIGINAL: The Goonies
TRADUTOR: Cecilia Gianetti
CÓD. BARRAS: 9788566636093
NÚMERO DA EDIÇÃO: 1
ANO DA EDIÇÃO: 2012
AUTOR: Kahn, James

Érico Robert

Sou apaixonado por Livros, RPG e Video Games. Minha Família é tudo pra mim, minha alma gêmea (Ara), foi quem me ensinou a gostar de ler e sou eternamente grato a ela. Sou dedicada as minhas filhas, mas adoro os poucos momento em que posso desfrutar de paz e sossego. Diversão é reunir a família e os amigos e cozinhar para eles, enquanto conversamos, assistimos alguns filmes ou batalhamos no RPG!

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: