Resenha “O Príncipe dos Prazeres”, de Nicole Jordan.

O Príncipe do Prazer
Notorius
Nicole Jordan
Essência
23 x 16
352

O marquês de Wolverton, Dare para os íntimos, é conhecido em todo o Reino Unido pela sugestiva alcunha de Príncipe do Prazer. Alto, forte, loiro e com penetrantes olhos verdes, dono de um charme arrasador e uma habilidade ímpar de lidar com cada curva do corpo das mulheres, ele tem o figurino perfeito para esse papel.

Porém, essa sua afamada expertise nada mais é do que uma fuga da dor de ter sido traído pelo grande amor de sua vida: a bela Julienne.

Sua vida tem uma reviravolta quando o caprichoso destino volta a colocá-lo frente a frente com a francesa, agora transformada em atriz famosa. Ao ser convocado para investigar um perigoso traidor da coroa, que trama em favor de Napoleão Bonaparte, ele precisará do talento para a dissimulação de Julienne para desmascarar o criminoso.

Eu confesso que livros Hot não é exatamente a minha praia, mas aqui no Casal Aficcionado, missão dada é missão cumprida!

 

Livrinho um pouco difícil esse… também, nesse quesito eu sou noob!

Livrinho um pouco difícil esse… também, nesse quesito eu sou noob!

Enredo

A história se passa no Século 19, na Inglaterra. Estamos presenciando os últimos suspiros do império criado por Napoleão Bonaparte e claro que a sua principal inimiga, a Terra da Rainha, está em polvorosa. É nesse ambiente que somos apresentados ao nosso primeiro protagonista, o Marquês de Wolverton, Dare, para os íntimos. Conhecido pela sua libertinagem e o sucesso que faz com damas, sobretudo casadas ou viúvas, Dare também é intitulado como O Príncipe dos Prazeres.

Mas as orgias e as noitadas com várias mulheres diferentes são fachada em que o Marquês alivia, ou tenta aliviar, o seu coração partido pela bela Julienne Laurent, uma francesa cuja beleza atiça qualquer homem. Sete anos após o termino do romance deles, Julienne agora é uma atriz famosa e Dare está atrás do traidor da coroa inglesa, o misterioso Caliban, partidário de Napoleão. Ao reencontrar sua antiga paixão, Dare a desafia para uma aposta ousada: quem conseguir conquistar o coração do primeiro, fará o rival cair de joelhos publicamente!

 

 

Narrativa

A história é contata em terceira pessoa e alterna o foco entre Dare e Julienne. No início, capítulos inteiros são dedicados a um único ponto de vista de cada personagem, mas nos capítulos finais, quando a história entra no clímax, o foco entre eles alterna bastante. Por ser tratar de um romance com pano de fundo histórico, as falas dos personagens são bem formais, o que pode deixar a leitura um pouco parada e maçante.

 

Destaque

É impossível não remeter as aulas de história sobre Revolução Francesa ao ler esse livro! Apesar de ser um pano de fundo, pois o forte do livro é o erotismo, a trama envolvendo fatos reais deu um aspecto interessante para o livro.

Outro ponto que me chamou a atenção foi a personagem Julienne Laurent. Ela não é apenas uma bela mulher, seduzida pelo seu galã todo maravilho. Julienne possui o sangue de girl power nas veias e mostra que sabe também se impor e seduzir, não apenas com seu corpo, mas também com uma mente e intuições bem afiadas!

 

Nicole Jordan, autora do livro, que é quinto da série Notorius. Não há relação entre as histórias de cada livro.
Nicole Jordan, autora do livro, que é quinto da série Notorius. Não há relação entre as histórias de cada livro.

 

Minha Opinião

Como tinha dito no começo dessa resenha, livros Hot não são bem o meu forte de leitura, por isso, fui me arrastando na leitura até pegar o embalo da história. E é um bom enredo. Grande parte do clima é entender o que levou Julienne a trair o amor de sua vida, Dare e porque o Marquês, mesmo guardando tanto rancor da francesa a ponto de desconfiar que ela seja uma espiã do país inimigo, ainda possui uma atração forte por ela. E que climão entre os dois! Há mágoa, raiva e rancor entre eles, mas também uma paixão e desejo avassaladores que eles mal conseguem controlar o fogo que sentem um pelo outro.

Uma crítica não apenas ao livro em si, mas em relação a outros livros Hot que li, é que os personagens centrais são “perfeitos” fisicamente: Dare é um deus grego encarnado inglês, de olhos verdes, cabelo louro, corpo definido e podre de rico. Julienne é uma francesa morena que possui medidas perfeitas de corpo, nada exagerado e apelativo, mas com uma beleza sensual combinados ao charme que toda mulher consciente da sua própria beleza tem e que sabe usar como arma. Não que no nosso mundinho real pessoas belas assim existam (e até porquê, beleza é algo relativo), mas nós sabemos muito bem que a paixão vai muito além aparência ou sex appeal. Ou seja, há carência de personagens mais reais, como um homem barrigudinho ou uma mulher com celulite (o que toda mulher TEM. Se você não tem, uma hora a dita cuja aparece!) Por exemplo.

Um ponto também negativo na narrativo é descrição nas cenas de sexo. A autora usa várias palavras diferentes no mesmo paragrafo para descrever o sexo dos personagens, tanto que dá para se perder no que de fato está rolando ali. E as cenas são bem breves, embora que dá pra subir aquele “calorzinho” legal ao ler.

Um ponto a favor é que o mistério que envolve o vilão principal da trama, o Caliban, é interessante e faz um bom suspense. Boa parte, por até uma parte do livro não sabemos se Julienne é ou não uma espiã dele. A caçada de Dare ao Caliban dá um toque de ação a história, com direitos a assassinatos, pistas falsas e ataques traiçoeiros e um desfecho que surpreende. Como eu disse mais acima, Julinne é uma personagem forte que não precisa estar de braços dados ao seu Marquês para enfrentar os perigos. E ela passa por poucas e boas na história, aguentando muita coisa ruim, como ser acusada de traição a Inglaterra e ter que ceder a caprichos de homens bem canalhas em prol da sua família. Não tem como não ter empatia pela personagem e torcer para que tudo acabe bem no final!

Para quem gosta de livros Hot, o Príncipe dos Prazeres é uma boa história. Quem gosta de romance histórico com uma pitada de mistério, é uma boa pedida. Eu demorei para pegar o ritmo da narrativa, mas para quem gosta mais desse tipo de gênero, vai gostar mais. No geral, é boa história. Vale conferir!

 

Enredo Oficial

O marquês de Wolverton, Dare para os íntimos, é conhecido em todo o Reino Unido pela sugestiva alcunha de Príncipe do Prazer. Alto, forte, loiro e com penetrantes olhos verdes, dono de um charme arrasador e uma habilidade ímpar de lidar com cada curva do corpo das mulheres, ele tem o figurino perfeito para esse papel.

Porém, essa sua afamada expertise nada mais é do que uma fuga da dor de ter sido traído pelo grande amor de sua vida: a bela Julienne.

Sua vida tem uma reviravolta quando o caprichoso destino volta a colocá-lo frente a frente com a francesa, agora transformada em atriz famosa. Ao ser convocado para investigar um perigoso traidor da coroa, que trama em favor de Napoleão Bonaparte, ele precisará do talento para a dissimulação de Julienne para desmascarar o criminoso.

 

Ficha Técnica

PESO: 0.46 Kg
EDITORA: Essência
I.S.B.N.: 9788542206746
ALTURA: 23.00 cm
LARGURA: 16.00 cm
PROFUNDIDADE: 2.00 cm
NÚMERO DE PÁGINAS: 352
IDIOMA: Português
ACABAMENTO: Brochura
CÓD. BARRAS: 9788542206746
PREÇO SUGERIDO: R$ 44, 90

Tainá de Oliveira

Sou Tainá de Oliveira, carioca da gema e tipicamente ariana! Rata de livraria, meu vício em livros começou já no berço. Jornalista, sonho em escrever livros tão bons quanto os que leio e que possam encantar crianças e adormecer adultos!

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: