Resenha “O garoto que tinha asas”, de Raiza Varella

O Garoto que tinha Asas Book Cover O Garoto que tinha Asas
Trilogia Encantados (volume 2)
Raiza Varella
Romance
Editora Pandorga
2016
Livro
470

Depois do conto de fadas protagonizado por Bárbara e Ian em O Garoto dos Olhos Azuis chegou a hora de conhecermos a história de outro casal encantado. Augusto Bittencourt, vulgo Monstro, é um renomado médico, dono de uma carreira sólida e do hábito de dispensar uma mulher atrás da outra sem piedade. Nunca se apaixonou e não acredita que um dia irá encontrar uma mulher interessante o suficiente para mudar esse fato. Mas o destino parecia pensar diferente, em uma madrugada fria ele presencia um terrível acidente de carro e conhece a garota sem nome. Uma garota que há muito tempo não sabe o que é ter um lar, se sentir segura e não precisar fugir de ninguém até que, em meio aos destroços, ela vê alguém correr em sua direção, um garoto que ela poderia jurar ter asas. Embora Augusto esteja muito longe de se parecer com um anjo, ele acaba por salvar a sua vida. Pela primeira vez, o médico de pouco humor e muito caráter terá que enfrentar e ir contra todos os seus princípios para cumprir uma promessa que não deveria ter feito e de quebra, quem sabe, se apaixonar. Em O Garoto que tinha Asas vamos descobrir se o príncipe encantado realmente vem montado em um cavalo branco ou se sua cor é o que menos importa em meio a uma singela releitura de A Bela e a Fera.

Enredo

Augusto é a fera. Sério, não importa com ninguém (é o que ele diz) e vive para o trabalho. Mas em um ato heróico, salva a protagonista “sem nome” e nicholas – um garotinho muito fofo – que acabaram de sofrer um acidente.

“Sem nome” infelizmente não está intacta, e deixa com Monstro sua maior preciocidade. Nicholas. E obviamente ela não sabe que Augusto está mais para Fera do que para Bela, ou anjo que é como ela o chama antes de desmaiar por conta do acidente.

Augusto resolve levar o menino para casa e deixá-lo com Bárbara. O que Monstro não contava era que Bárbara iria fazê-lo engolir todas as coisas que disse sobre Ian cuidar e amar uma criança que não era filha dele de sangue.

Monstro vai ter uma grande surpresa e precisará rever seus conceitos se quer realmente ser feliz.

Narrativa

O livro é narrado por Augusto e a protagonista que permanece muito tempo sem o nome. Ian dá o ar da graça em uma narração para matarmos a saudade e nos apaixonarmos mais por ele.

Destaque

A narrativa sensível da Raiza volta no segundo livro da trilogia encantados e continua impecável. Ela conseguiu, mais uma vez, prender os leitores com todo o mistério da história da personagem principal. Ian continua sendo um destaque, ele é o primeiro a defender e apoiar Agusto, mesmo tendo sido muito julgado pelo amigo. Nicholas é o tipo de criança que te encanta e merece um destaque especial por quase matar nosso Ian do coração, já que ele se aproximou muito da princesinha da família.

Minha Opinião 

Meu amor pelos livros da Raiza é impossível de esconder. Mas a verdade é que eu não sei lidar com ele. O Ian é o meu xodó, isso eu acho que não vai mudar, mas eu amei tanto a história do Monstro que vou dar a louca e correr pra comprar o livro físico logo.

Eu acho que Augusto recebeu o tapa da vida que merecia, julgou tanto Ian por amar uma criança que ele não gerou e, no fim, acabou passando pela mesma situação.

A personagem principal é forte e teve um passado sofrido, tem um presente lotado de medo e um futuro desconhecido. Mas isso não a impede de cuidar de Nicholas mais do que cuida de si mesma.

Os dois se apaixonaram gradativamente, Monstro foi descobrindo algo novo e a menina viu que nem todos os monstros são de todo ruins.

Meu estava morrendo de saudade da Bárbara e da Vivian juntas!!!! Elas são sensacionais. Aliás, Bárbara protagonizou uma das cenas mais engraçadas do livro inteiro, mesmo ela não sendo a personagem principal. Tudo por culpa de Augusto.

A Raiza, mais uma vez, arrasou e destruiu forninhos com mais uma história linda. E todo o livro provou que não importa o quão duro você seja, tem sempre um amor certo pra te amolecer. Augusto tentou, mas não conseguiu evitar cair de amores por duas pessoas. Nicholas ganhou a família que merecia e os três vivem felizes em meio as loucuras daquela família.

Todo amor do mundo por essa trilogia que já já vai ganhar o terceiro livro. Gustavo vem aí, e o nosso terceiro garoto já chegou aprontando.

Espero que tenham gostado da resenha, até a próxima. Beijos 💛

Bia Bernardo

Sou carioca, ariana, louca por New Adults e apaixonada por história. Jornalista em formação, resenhista aficcionada e amante da escrita. Enquanto não lanço um livro, sigo escrevendo meus textos e minhas histórias. Escrevo e falo muito, o tempo todo. Amo passar o fim de semana com os amigos ou vendo séries.

Você Pode Gostar

  • RaahVarella

    Resenha linda, como sempre Bia. Amo suas resenhas, obrigada por tanto carinho <3

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: