Resenha “Meu Livro. Eu que Escrevi.” de Duny (criação de Raony Phillips)

MEU LIVRO. EU QUE ESCREVI. Book Cover MEU LIVRO. EU QUE ESCREVI.
DUNY EVELEY (Raony Phillips)
Duny Eveley (Raony Phillips)
Ficção
Intrínseca
01/08/2017
14 x 21 x 1,4 cm
168

Duny (lê-se Dani) é uma celebridade de alcance mundial, alçada ao estrelato por seu imenso talento, inteligência, classe e beleza incomparáveis. Ou, pelo menos, era isso o que ela esperava da vida - que, no caso de Duny, se resume basicamente a um loop infinito de lacres, barracos e baixarias cometidos em busca da fama. Meu livro. Eu que escrevi é o maior deles.

Conhecida dos fãs principalmente por trabalhar e morar na Pensão da Tia Ruiva e ser uma das estrelas da websérie Girls in the House, Duny hoje comanda também o reality show investigativo Disk Duny e é comentarista on-line de premiações como o Oscar e o Grammy para uma grande rede de TV, mas ela já passou por muita coisa nessa vida: da humilhação pública de fazer agachamentos em trajes sumários num programa de auditório a fingir que suporta crianças só para ser babá da filha de uma artista famosíssima e ficar um tantinho mais perto dos maiores nomes da música pop.

Se valeu a pena? Para Duny, ainda vamos saber. Mas, para quem lê essa autobiografia recheada do início ao fim com o melhor da ironia (ou grosseria) moderna e total ausência de preciosismo vernacular, vale cada página.

 

Fenômeno no YouTube, parte do sucesso da série “Girls in The House” se deve a irreverencia da personagem boca-suja e de voz grave Duny Eveley. Neste livro, Duny narra suas memórias e seus sonhos de se tornar famosa, com muito bom humor e situações bastante engraçadas.

Enredo

Narrando acontecimentos antes e em paralelos aos acontecimentos da série “Girls in The House”, Duny conta alguns momentos de sua vida e de suas buscas para entrar no mundo da fama, que sempre acabam dando em confusões cabeludas e muito engraçadas. Duny já fez de tudo: desde de ser dançarina em programa de auditório, a babá de filha de cantora famosa e até noiva de um príncipe! Duny sempre acaba quebrando a cara no final, mas sempre buscar uma nova oportunidade de brilhar mais ainda!

Narrativa

Duny conta suas histórias em primeira pessoa, com uma linguagem repleta de palavrões e bastante engraçadas. Ela ainda quebra a quarta parede, muitas vezes interagindo com o leitor e tendo consciência que é uma personagem que não existe na realidade. Uma pena…

Cada capítulo abre com uma ilustração feita pelo próprio Raony!

Destaque

Todos os acontecimentos do livro são exclusivos do mesmo, nada visto em nenhum episódio da série no YouTube. Porém, há várias referencias na história relacionados ao seriado, inclusive muitas coisas nas quais ficam no ar (como o nome das pessoas que Duny “amarra” o nome) são explicadas no livro.

Será que Duny finalmente vai atingir o sucesso??

Minha Opinião

Se Duny já te faz rir em Girls in The House, então com o seu livro você vai rolar de rir. Apresentando a mesma irreverencia e a boca-suja da série, Duny narra algumas de suas aventuras antes e em paralelo aos eventos da série, sendo todas exclusivas e muito, mais muito engraçadas e divertidas.

Com o objetivo de ser famosa, Duny já tentou de tudo: ser dançarina de programa de auditória de uma egocêntrica apresentadora, ser babá da filha de uma cantora famosa, tentou montar um canal no YouTube, tentou casar com um príncipe e até foi refém de bandidos dentro de um mercadinho. Tudo narrado com muito humor e com aquele jeito sem papas na língua de Duny se expressar.

Quem lembra desse momento na série??

Com dimensões pequenas, poucas páginas e bom tamanho de fonte, o livro de Duny dá para levar para qualquer lugar e ler em pouco tempo. Com situações hilárias, a gargalhada e o divertimento são garantidos. Cada capítulo narra uma situação única vivida pela personagem e não possui muitos vínculos com os demais capítulos, portando, dá para ler cada capítulo em separado. De longe, o meu preferido foi o sexto, The Day I Almost Died! Cada tirada sensacional de Duny que é de rolar de rir!

Raony Phillips mostra que além de um bom roteirista, animador e diretor da série, ainda manda bem nos desenhos. “Meu Livro. Eu que Escrevi.” é ilustrado pelo próprio Raony, todos os desenhos bastante bonitos, que são abertura de cada capítulo onde retratam a confusão em que Duny se meteu.

Duny é muito carinhosa com os fãs… e a Kendra Foster sempre marca presença mesmo não sendo chamada!

Para quem não perde um vídeo novo no Rao TV, este livro é obrigatório para todos os fãs. E para quem quer dar boas gargalhadas e se entreter por horas, a história de Duny é uma ótima pedida, diversão e risadas do início ao fim!

Tainá de Oliveira

Sou Tainá de Oliveira, carioca da gema e tipicamente ariana! Rata de livraria, meu vício em livros começou já no berço. Jornalista, sonho em escrever livros tão bons quanto os que leio e que possam encantar crianças e adormecer adultos!

Você Pode Gostar

  • Bia

    Tô doida pra ler esse livro hahaha, amei a resenha!

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: