Resenha “Insano”, de Andy Collins

Insano Book Cover Insano
Andy Collins
2016
329

Gael Trent Malloy é o famoso vocalista da banda de Rock Originals. Depois de um trágico acidente no palco que o deixa impossibilitado de andar, o sexy vocalista tenta recuperar seus movimentos com a ajuda dos seus amigos. O que ele não esperava era que, ao longo dessa jornada seu caminho cruzasse com o de Hanna Daves, a doce pintora que consegue quebrar suas barreiras sem nem ao menos mover um músculo. Com ela, ele vai descobrir que suas limitações físicas não são nada diante do que a consome. Ele nunca quis ser a salvação de ninguém, até hoje. 

Sinceramente esse meu mês está complicado em relação aos livros que estou lendo… Quando acho que finalmente achei meu preferido aparece outro!

Insano é um livro nacional que me conquistou, o livro tem tudo pra conquistar. Uma boa escrita, uma ótima playlist (sim, afinal é de uma banda de Rock) e uma capa de enlouquecer.

Acho que estou ficando fanática por livros que tenham Rockeiros, o livro me chamou atenção assim que vi.



Enredo:

Gael é  vocalista de uma banda de rock chamada Originais, a banda já era bastante famosa e ele estava feliz com a vida que levava. Ele não imaginava que em um dos shows sua vida ia virar completamente, logo que o show começou e ele sentiu toda aquela emoção de cantar para tantas pessoas a banda sofre um acidente no palco e ele só acorda no hospital. Ao acordar ele percebe que não pode mais andar e começa a renegar tudo, seus amigos, sua vida e sua fama.

 

“EU sou o melhor, no quesito não prestar.”


Hanna é uma pintora que ama fazer trabalhos voluntários, um deles é no hospital ajudando crianças em sua recuperação com pinturas. Ela costuma sempre andar com blusas pintadas por uma das crianças e ama seu trabalho. Ela esconde um segredo do seu passado e sofre muito com isso ao ponto de fazer tratamento psicológico para tentar melhorar sua mente.

 

Hanna acaba conhecendo Gael no hospital qual trabalha, a apresentação dos dois não foi das mais amistosas mas pelo menos fez Gael rir um pouco de uma situação um pouco constrangedora vamos dizer. Eles começam a se conhecer e se relacionar, porém esse relacionamento fica bem complicado com o ciúme e insegurança de Gael.

 

“Minha doce pintora é a obra de arte mais bela já criada nessa humanidade”

 

Pra piorar esse não é o único problema, esse namoro tem prazo de validade, afinal ele tem uma banda e logo vão voltar a fazer turnês.

 

Narrativa:


A narrativa é feito na primeira pessoa porém altera entre Hanna e Gael. Não é meu estilo preferido quando tem mais de um personagem narrando, porém a autora soube fazer muito bem essa narrativa ao ponto de realmente querermos saber o que o outros estava pensando naquela hora.
Não se torna algo repetitivo mas sim faz a história encaixar melhor.

 

Destaque:


O livro não é clichê, te deixa realmente na dúvida do que pode acontecer, até mesmo com personagens secundários.
Apesar de ser um livro de uma banda de sucesso, é um livro que mostra realidades, dificuldades reais e não apenas aquelas coisas que só acontecem em livros.

Minha Opinião.

Eu tenho surtado um pouco com livros que tem bandas no meio, esse foi mais um que conquistou meu coração.
A primeira coisa que me atraiu foi a capa, gente tirou o meu ar no momento, segundo foi ter uma banda de Rock. Ao começar a leitura já me prendi e não vou mentir que demorei pra ler por ser bom, na verdade eu comecei no final da tarde e só parei de madrugada quando acabei. Foi difícil largar ele sabe?

Indico muito para quem curte livro com romance, arte, música e homens maravilhosos, com uma escrita que te prende e surpreende com temas diferentes e como disse antes sem ser clichê.

O romance entre os personagens principais não é nem aquela coisa super melosa e nem cheio de dramas, é um relacionamento mais parecido com o real. Eles são totalmente opostos um do outro mas isso não os afasta e sim os completa.

Além do casal principal me apaixonei por outro personagem que nesse livro é secundário, porém dei uma surtada quando vi que é o principal do próximo e se seguir a mesma forma desse primeiro livro vai conquistar muito meu coração e claro de vários outros leitores.

Nota para a autora:

Parabéns por sua escrita e por seu livro, eu amei muito e me tornei sua fã com certeza, estou contando os dias para o lançamento de Insensível.

 

 

 

Thami Cheble

Gosto muito de ler! Tenho costume de me colocar no lugar do personagem pra entender melhor ainda o que ele sente, e se me ver rindo igual louca quando estou lendo não ligue, isso é normal mas, se me ver chorando nem pergunte! Não interrompa minha leitura.

Você Pode Gostar

  • Amei a resenha!!!

    • Thamirys

      Muito obg

  • Maria Clara Amorim

    Me deu vontade de ler, gostei muito da resenha ^-^

    • Thamirys

      obrigada, leia sim

  • Bia

    Amei demais a resenha <3

    • Thamirys

      Muito obrigada Bia *—*

  • ericorobert

    Está uma moda livros com banda né? Mas curti, Ara tem esse livro aí, ela parece gostar muito dele. Parabéns guria, resenha maneira.

    • Thamirys

      Confesso que é uma moda que estou amando!
      Obrigada ^^

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: