Resenha “A Grande Ilusão”, de Harlan Coben

A Grande Ilusão Book Cover A Grande Ilusão
Harlan Coben
Romance Policial
Editora Arqueiro
16 X 23 CM
304

Maya Stern é uma ex-piloto de operações especiais que voltou recentemente da guerra. Um dia, ela vê uma imagem impensável capturada pela câmera escondida em sua casa: a filha de 2 anos brincando com Joe, seu falecido marido, brutalmente assassinado duas semanas antes.

Tentando manter a sanidade, Maya começa a investigar, mas todas as descobertas só levantam mais dúvidas.

Conforme os dias passam, ela percebe que não sabe mais em quem confiar, até que se vê diante da mais importante pergunta: é possível acreditar em tudo o que vemos com os próprios olhos, mesmo quando é algo que desejamos desesperadamente?

Para encontrar a resposta, Maya precisará lidar com os segredos profundos e as mentiras de seu passado antes de encarar a inacreditável verdade sobre seu marido – e sobre si mesma.

Maya Stern acreditava que sua vida já teve o bastante de desgraças. Mas quando vê a imagem de seu falecido marido brincando com sua filha pela câmera de segurança, a ex-militar se vê novamente em uma batalha para descobrir a verdade.

Enredo

Maya Stern é uma ex-militar, despachada do exército após um áudio vazado que comprometeu sua última operação. Como se o fim de sua carreira militar e brutal morte de sua irmã não fosse o bastante, seu marido Joe é morto após uma tentativa de assalto. Três dias depois de enterrar seu esposo, Maya ganha da melhor amiga uma câmera de segurança secreta, para que possa instalar dentro de sua casa, onde pode vigiar a segurança de sua filha com a babá.

Enquanto tentava voltar a sua rotina, Maya vê pelas imagens da câmera algo que vai abalar de vez sua vida: seu marido morto brincando com Lily, sua filha de 2 anos. Para descobrir se eu esposo está vivo ou não, ao mesmo tempo que tenta manter sua sanidade, Maya começa a investigar aquela estranha aparição, desvendando segredos sombrios de seu passado e sua família, não podendo confiar em quase ninguém, muito menos em sua própria mente.

 

Narrativa

A Grande Ilusão é todo narrado em terceira pessoa, focando completamente na personagem principal, Maya.

Destaque

A maioria dos personagens dos livros de Harlam Coben são homens, mas o autor provou que é também capaz de criar uma ótima protagonista feminina.

 

Minha Opinião

E o Mestre das Noites em Claro ataca novamente! Como já era de se esperar, Harlam Coben criou mais uma trama que é impossível de largar até o fim. Em  A Grande Ilusão, a protagonista da vez é a ex capitã militar Maya Stern, que devido a um áudio vazado na internet sobre uma operação que acabou envolvendo civis no Iraque, foi “convidada” a pedir baixa do serviço militar. Se os problemas no front já não fossem o bastante, quando finalmente volta para casa, Maya tem que lidar com a ainda recente morte de sua irmã mais velha e agora outro golpe brutal: o assassinato de Joe Burkett, seu esposo.

Viúva e tendo sua filha de dois anos para cuidar, Lily, Maya acreditava que sua vida não podia mais ficar pior do que já estava. Agora restava apenas seguir em frente e cuidar de sua filhinha. Para ajudar com isso, sua melhor amiga Eileen lhe presenteia com um porta-retratos digital, que na verdade era uma câmera de vigilância secreta para que pudesse vigiar a Lily e sua babá Isabella enquanto estivesse trabalhando. Em uma checagem rotineira das filmagens, Maya se depara com algo que ela jamais imaginaria ver novamente: sua filha brincando com seu falecido pai, Joe.

Chocada com o que viu, Maya confronta a babá, que parece não ver Joe na filmagem. Para piorar, o cartão de memória e Isabela desaparecem logo depois, ficando difícil provar para todos que a câmera capitou imagens de seu esposo que deveria estar morto. Maya decide tirar a história a limpo de uma vez por todas e para isso, precisa buscar evidências se seu marido está mesmo vivo ou se é tudo uma armação para que pensem que ela está louca. Como se não bastasse a polícia desconfia cada vez mais dela e o cara que vazou o áudio que comprometeu sua carreira militar está de volta ao país. A ex capitã vai descobrir que quanto mais investiga esses estranhos eventos, mas segredos sombrios sobre a família de seu esposo viram á tona.

De todos os personagens dos livros de Harlam Coben, Maya Stern é a mais pragmática e centrada dentre todos. A maioria dos demais protagonistas segue um conflito interno por todo o enredo, questionando-se a todo momento se estão fazendo o certo ou se estão passando dos limites, mesmo nas situações que exigem uma atitude mais extrema. Maya não é assim. Por ser militar, para ela, os fins justificam os meios, ainda mais se for para proteger seus entes queridos. É a protagonista que mais se mantem focada em seus objetivos e que encara de frente todos os inimigos que vê pela frente. Por mais que tenha seus melhores amigos Shane e Eileen para lhe apoiarem, Maya costuma agir de forma solitária e mais independente, tentando envolver o mínimo de pessoas possível.

Coben nos apresenta desde o inicio o principal conflito do enredo, que se prolonga até o fim, sempre surgindo plot twist que dão um novo gás a trama. Além de Maya, todos os personagens são bem construídos e valorosos para o enredo, mas desta vez, o destaque está todo voltado para a protagonista. Tanto, que os demais problemas dos outros personagens, como o ex marido abusivo de Eileen que aparece do nada para atormenta-la, não são tão explorados assim. Claro, esse não é o foco do enredo, mas senti falta de pelo menos um ponto final para este núcleo.

Dos livros desse autor que já li até o momento, A Grande Ilusão é o que apresenta mais reviravoltas e o final mais imprevisível e surpreendente que já vi. Coben não nos dá uma colher de chá em algum momento, sempre aparecem evidências que confundem a cabeça do leitor. É somente no último capítulo que temos a revelação total do mistério e garanto que é de deixar boquiaberto. Se nos outros livros o verdadeiro culpado era o personagem que menos esperávamos, neste livro, Coben usa esse artifício a um outro nível. Um final que faz jus ao título do livro.

O que acho muito bacana nos livros do Harlam Coben é que você pode começar por qualquer um deles para conhecer o estilo deste ator incrível. Até mesmo os livros do personagem Myron Bolitar podem ser lidos em qualquer ordem, mas se quer começar mesmo a conhecer o autor, procure as histórias únicas, como Não Conte a Ninguém, que já resenhei aqui ou A Grande Ilusão, que surpreende do começo ao fim. Quem gosta de romance policial cheios de reviravoltas e final imprevisível, é uma ótima pedida!

Harlan Coben

 

 

 

 

Tainá de Oliveira

Sou Tainá de Oliveira, carioca da gema e tipicamente ariana! Rata de livraria, meu vício em livros começou já no berço. Jornalista, sonho em escrever livros tão bons quanto os que leio e que possam encantar crianças e adormecer adultos!

Você Pode Gostar

  • Ameiiii, quero ler, já está na minha fila!

  • Bia

    Adorei a resenha!!

  • Thamirys

    Senhiooooorrr
    Adorei e preciso de spoiler kkk

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: