Resenha ” A garota do calendário – Dezembro “, Audrey Carlan

GAROTA DO CALENDARIO, A - DEZEMBRO Book Cover GAROTA DO CALENDARIO, A - DEZEMBRO
AUDREY CARLAN, ANDREIA BARBOZA,
7 de November de 2016
160

O que você faria para salvar a vida de seu pai? A vida é feita de escolhas. Mia Saunders fez a dela. O sexto volume do fenômeno editorial nos Estados Unidos, com mais de 3 milhões de cópias vendidas Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples- trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em dezembro, Mia irá a Aspen, a estação de esqui mais celebrada pelos americanos endinheirados. Um homem misterioso pagou uma bolada para que ela fosse até lá. E o que Mia vai encontrar nas montanhas geladas vai mudar sua vida para sempre.

Depois de tantos meses é difícil dizer adeus, talvez um até logo, quem sabe… Vai que a Audrey queira nos surpreender depois.
Sim, eu chorei e muito.
Vamos ao mês de dezembro.

Enredo:

No final de novembro Mia foi informada que precisaria viajar para fazer uma matéria para o programa do Dr. Hoffman e quase nenhuma informação referente a mulher que seria entrevistada foi passada.
Wes tem uma casa em Aspen onde seria feito essa determinada matéria e como está perto da época do natal resolvem que toda a família irá passar a data lá. Como Mia e sua irmã tiveram uma infância complicada acabam surgindo várias primeiras vezes que apertam o coração dos outros personagens e dos leitores.
Quando ela conhece a pessoa que iria entrevistar descobre que é alguém do seu passado e acaba deixando-a totalmente confusa, porém ajuda a fechar algumas questões em aberto da sua vida.

“Aprendi uma lição muito valiosa com tudo isso. O amor nem sempre é gentil. POde ser impiedoso, cruel e covarde, mas isso não significa que ele deixe de existir.”

O relacionamento com seu pai ainda não está bom, ele não se sente bem e vive se culpando.
Infelizmente não posso contar muito do enredo, porque o último livro tem muita coisa que fecha questões em aberto, decisões que mudam as vidas e por aí vai.


Narrativa (todos os meses):

A narrativa da autora parece que evoluiu de acordo com os livros, ou simplesmente o fato da personagem principal evoluir  e crescer na sua personalidade e se tornar mais aberta possa ter dado essa impressão.
A autora soube passar todas as loucuras, medos, inseguranças e desejos, TUDO de uma forma que me fazia sentir aquele sentimento. O mês de dezembro não foi diferente, mas me fez chorar muito principalmente porque é o primeiro livro que tem uma parte com a narrativa de Wes.

“Durante o ano que passei, ao lado de Mia e com a influência dela, eu também aprendi a confiar na jornada. Só que, pensando bem, a jornada nunca termina de fato. Cada dia pode ser o início de uma nova jornada. Uma nova vida.”

 

Destaque:

Eu simplesmente amei o final, então meu destaque vai pra ele. O fato de no final ela colocar o que aconteceu com cada personagem que participou do ano de Mia foi a melhor coisa que poderia ter acontecido.

Destaque da série.

A série surpreendeu muito pelo fato de no começo todos imaginarem que seria apenas hot, que ela evolui para tramas em família, um amor verdadeiro, descobertas do passado e a serie se transformou TOTALMENTE.
Meu mês preferido foi Agosto e o fato de em meio a tantas confusões Mia achar um irmão de quem nem sabia da existência. Ele é aquele cara família que ama cuidar, amar e que não larga nem mais Mia quanto a outra irmã, FOI PERFEITO.

Minha opinião:


Quando eu disse que chorei, não é aquela coisa que você fala sem ter feito só porque achou emocionante, foi simplesmente o fato que EU CHOREI, não sei se foi porque era o último e eu não queria largar, se foi os acontecimentos ou a mistura de tudo.
O mês de Dezembro superou minhas expectativas, me fez gamar mais ainda!
Eu já sabia que o Wes amava a Mia mais na parte em que ele narra você percebe e tem noção desse sentimento e o quanto ele é grande. Isso foi o que mais me fez chorar.
O final não foi corrido como imaginei e o fato dela ter dito o que aconteceu com cada um depois de um tempo, fez dar uma vontade que sai mais  um livro contando como cada um chegou naquele ponto, poderia ser um livro só.
Talvez ela escute os pedidos das fãs e faça outro livro com a Mia, já que na última página ela deixou um ar de que era o fim, por enquanto, e isso deu algumas esperanças.

A série em geral me conquistou mesmo tendo seus altos e baixos, mas assim é a nossa vida. E você? O que achou?

 

Acabou!!

Thami Cheble

Gosto muito de ler! Tenho costume de me colocar no lugar do personagem pra entender melhor ainda o que ele sente, e se me ver rindo igual louca quando estou lendo não ligue, isso é normal mas, se me ver chorando nem pergunte! Não interrompa minha leitura.

Você Pode Gostar

  • Thamirys

    Obrigadaaaaaa <3

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: