Resenha “Fragmentados”, de Neal Shusterman

Fragmentados-NCeditora_zpsu3tb79nk


Faz tempo que não leio um livro e fico tão empolgada quanto fiquei com este. Que história fascinante e polêmica. Sim, iremos falar de assuntos polêmicos! Descobri esse livro por acaso vendo um book trailer no YouTube e eu pirei! É uma distopia e apesar de está de saco cheio de ler distopias, resolvi dar uma chance e não poderia ter tomado atitude melhor. O livro é um máximo.

Enredo:

A sociedade agora vive de forma pacifica depois que ocorreu a segunda guerra civil onde o exército Pró-Vida era a favor da vida e o exército Pró-Escolha era a favor do aborto. Imaginem isso por um instante, imaginem como isso tudo seria uma loucura se fosse verdade. Eu sei que você deve estar pensando, “mas Ara isso já ocorre de uma certa forma”. Contudo falo de guerra mesmo, exército, tiro, bomba, uma guerra civil onde a população se vê dividida e luta pelo o que acha que acredita. Bisonho, eu sei!

Pois muito bem, após um tempo, eles decidem que pode haver outro jeito muito mais eficaz e que agradaria ambos os lados sobre o que fazer com a vida.

E assim é criada A Lei da Vida.

“A Lei da Vida declara que a vida humana não pode ser tocada desde o momento da concepção até que a criança chegue à idade de treze anos”.

Isso mesmo que você leu, a vida não pode ser tocada até os treze anos, mas há um porém e sempre há né? Dos treze aos dezoito anos, os pais ou a pessoa responsável por aquele menor, pode abortar retroativamente uma criança.

E é aí que entra a fragmentação. A fragmentação nada mais é do que ter seu corpo dividido e enviando para outras pessoas que estejam precisando de alguma parte, membro, órgão da pessoa fragmentada. Eles alegam que esse processo, essa condição não chega a dar um fim à vida da criança, “tecnicamente” ela continua a viver, só que em outro ser humano.

maxresdefault

Então, com essa lei bizarra são resolvidos dois “problemas”, que é o da mãe que não quer aquela criança e a falta de órgãos nos bancos dos hospitais. É uma prática tão comum que já é aceita pela sociedade.


Os personagens:

Connor é um garoto cabeça quente que não consegue controlar seus impulsos briguentos e seus pais cansados do filho que só trás dor de cabeça resolve assinar os papéis para a fragmentação do garoto.

Risa é aquela garota que não teve sorte desde o momento que nasceu, foi abandonada pela mãe e vive numa casa Estadual. Ela é musicista e toca piano. Uma semana depois de seu recital, ela descobre que vai ser fragmentada pra cortar despesas, pois a carreira que escolheu é muito cara e o governo não dispõe de tanta verba assim para sustentá-la. Risa tem 16 anos, assim como Connor.

Lev é um menino de 13 anos que sempre soube que seria fragmentado, pois sua família o doutrinou desde pequeno para isso, são religiosos e ofereceram a vida dele como dízimo para a fragmentação. Ele não tem medo e se sente honrado em poder contribuir para a humanidade dessa forma.

Os três se esbarram num acidente. Connor vê nisso a oportunidade perfeita de fugir e leva Lev como refém. Risa aproveita o embalo e foge também, e assim nosso trio está junto nessa corrida pela vida, literalmente.

fragmentados-distopia


Narrativa:

O livro é contando na terceira pessoa, nas visões de vários personagens, o que pode ser chato, mas o autor Neal Shusterman soube descrever as cenas maravilhosamente não deixando chato nem repetitivo. O foco vai no Connor, Risa e Lev, com capítulos curto e objetivo.  É uma leitura fácil, rápida, e os momentos tensos são de cortar o coração.


Destaque:

Melhor distopia que li até agora!
Enredo maravilhoso, impactante, é aquela história que te faz pensar “E se…”?
Tive vários momentos de reflexão, mexeu comigo de formas variadas.
Personagens cativantes, intensos, hilários, fortes e profundos.
Cenas tristes de cortar o coração.
Ação e reviravoltas fantásticas.

fragmentados_capa_1.jpg.1000x1353_q85_crop


Sinopse:

Em uma sociedade em que os jovens rejeitados são destinados a terem seus corpos reduzidos a pedaços, três fugitivos lutam contra o sistema que os fragmentaria .

Unidos pelo acaso e pelo desespero, esses improváveis companheiros fazem uma alucinante viagem pelo país, conscientes de que suas vidas estão em jogo. Se conseguirem sobreviver até completarem 18 anos, estarão salvos. No entanto, quando cada parte de seus corpos desde as mãos até o coração é caçada por um mundo ensandecido, 18 anos parece muito, muito longe.

O vencedor do Boston GLobe-Horn Book Award Neal Shusterman desafia as ideias dos leitores sobre a vida: não apenas sobre onde ela começa e termina, mas sobre o que realmente significa estar vivo.


FICHA TÉCNICA

Autores: NEAL SHUSTERMAN
Título: Fragmentados
ISBN: 9788581635194
Selo: NOVO CONCEITO
Ano: 2015
Edição: 1
Número de páginas: 320
Formato/Acabamento: 16x23x2,3
Peso: 0.44 kg
Área Principal: FICÇÃO
Assuntos: DISTOPIA
Tradução: Camila Fernandes

Book Trailer

Ara Robert

Sou viciada em leitura, games, RPG, séries, filmes, gatos, nas minhas filhas e maridão. Meus melhores amigos são meu maridão, minhas filhotas e mami. Sou do tipo que quando ler se apega aos personagens e quando eles morrem eu choro, quando eles são horríveis fico com ódio.

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: