Rebobinando: Sekai Ninja Sen Jiraya

Hoje o Casal Aficcionado traz a vocês um dos grandes ícones da década de 80 quando o assunto é Tokusatsu. SEKAI NINJA SEN JIRAYA!! Ou para o povo brasileiro. JIRAYA, O INCRIVEL NINJA!!

Criação de Jiraya
Jiraya, teve seu lançamento na data de 24 de janeiro 1988 pela Toei Company, possuindo uma única temporada e 50 episódios. Em seu elenco principal havíamos: Takumi TsuTsui (Toha Yamashi, Jiraya) Tomoko Taya (Rei Yagyü) Megumi Sekiguchi (Kei Yamashi, irmã de Jiraya), Takumi Hashimoto (Manabu Yamashi, irmão mais novo de Jiraya) Maasaki Hatsumi (Tetsuzan Yamashi, pai de Jiraya).
Jiraya só possui uma música de abertura e uma de encerramento, mas teve suas variações e suas dublagens, como poderão ver a seguir.
[Música em português]

[Música em Japonês]

O autor das músicas de Jiraya é Akira Kushida, que é mega conhecido no mundo do Tokusatsu, cantando também do Jiban, Jaspion, Sharivan entre outros sucessos dos seriados de metal hero.
Sinopse
A série conta a história de Toha Yamashi, filho adotivo de Tetsuzan Yamashi, que guarda consigo metade da inscrição que revela o esconderijo do grande tesouro Pako, um objeto cobiçado por ninjas de todo o mundo, alegando que esse objeto concederia poderes imensuráveis para quem o portasse. A outra metade da inscrição está em posse Oninin Dokusai, o vilão principal da série, e uma família de feiticeiros. A missão então de Jiraya é proteger a inscrição e vencer a família de feiticeiros comandada por Oninin Dokusai.
Analise
Jiraya é uma excelente série para os anos 80. O tema, os vilões, os métodos de luta, esses detalhes que os tokusatsus faz com que qualquer fã de metal hero se delicie. Um fator interessante é que Jiraya havia um diferencial na luta com os inimigos, saindo do estilo em que lutava um tempo com o inimigo e depois vinha robô gigante. Jiraya resolvia tudo na pancadaria (no futuro algumas coisas vão se alterando, mas não pode contar, é spoiler).
Jiraya possui uma linguagem simples e divertida, criando um clima relaxado enquanto você assiste, você não precisa sentar apoiando os cotovelos sobre o joelho e fazer cara de sério para entender o que está acontecendo em cena, o que é bom caso você decida apresentar essa série para crianças. Os vilões de Jiraya são um ponto fora da curva pelos seus figurinos. Certamente todas as pessoas já viram algum desses personagens pelas interwebs e ficaram com cara de não estava entendendo o que era aquilo.


Uma coisa que me incomodou um pouco durante os episódios era uma quantidade um tanto alta de diálogos sem ligação com o enredo, não que isso seja ruim, faz parte da diversão, contudo, existem episódios que possuem muitos diálogos desnecessários e o espectador acaba perdendo a atenção na trama da série. Esse desvio de atenção era muito comum naquela época. Conhecido como “encher linguiça” esse método fazia com que a serie durasse mais episódios, prendendo a audiência por mais tempo e faturando sempre um dinheiro a mais. Se cortar o dando de assunto desnecessário para a trama, você corta quase uns 10 episódios da série.
Os efeitos visuais de Jiraya eram muito bons para a época (presta atenção nisso, na época era bom!), então quando for assistir, é sempre necessário abstrair a mente e não focar nisso, pois na época não existia tanto recurso.

Vale a pena assistir? Sim. Jiraya é até hoje muito popular e sua história continua sendo divertida o suficiente para agradar a nova geração. É bonito de se olhar? Não, não é. Se for assistir dublado, pode até frustar, geralmente dublagem de tokusatsu fica estranha, mas não faz com que perca o valor da história. Assista de forma descompromissada e com o mais puro desejo de se divertir com esse ícone dos anos 80.

Curiosidades:
– Masaaki Hatsumi é um ninja profissional. Começou a praticar lutas aos 7 anos e até hoje pratica artes marciais.
– Takumi TsuTsui teve que aprender artes marciais para interpretar Jiraya na TV.
– Takumi disse numa entrevista que disputou o papel de Jiraya com cerca de 3000 pessoas
– Akira Kushida, junto de outros cantores fizeram uma turnê por toda a América do Sul para agradecer pela contribuição para a reconstrução de áreas afetadas por um Tsunami em 2011.
– Takumi participou de uma entrevista no programa The Noite no dia 21/11/2014

 

Loki Kaenn

20 anos. Escritor amador e fanático por RPG, Cardgames e Boardgames. Alimentando o sonho de viver da literatura a cada dia

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: