Gerações do K-pop

Annyeonghaseyo

O k-pop como conhecemos hoje, tem um pouco mais de 20 anos de existência. Durante esse tempo, muitos grupos e artistas surgiram e até mesmo terminaram. Diferentes estilos e conceitos foram criados e reinventados ao longo dos anos, trazendo e buscando mais interesse do público e fazendo com que a onda hallyu se espalhasse pelo mundo.

A essas variações de gêneros e conceitos, é aplicada uma marca conhecida como geração. Cada geração do k-pop tem sua influência e relevância para o cenário musical, e para a forma como ele é constituído hoje.

O crescimento do k-pop foi feito pelos grupos de cada uma dessas gerações. As gerações do k-pop, são períodos fechados que definem parte da história do k-pop até hoje. Geralmente para marcar o começo e o fim de uma geração, são levados em conta, o número de debuts, público alvo, mudança de conceito e número de vendas.

Atualmente a duração de gerações, tem ficado cada vez menores, devido ao número de debuts que vem acontecendo. Consequentemente, mudando conceitos e o mercado vai se adaptando, buscando e mudando o público alvo.

Até o momento, são comprovadas que o k-pop tem 4 gerações, porém alguns fatores nos levam a crer, que estamos atualmente na 5ª Geração do k-pop. Vamos esclarecer cada uma delas.

 

[1º Geração]
1992-2000

Nesse período estão os maiores grupos da história do k-pop, eles que pavimentaram o caminho para o fenômeno hallyu que temos hoje. Embora não sejam grandes conhecidos do público atual, é a eles que se deve todo o conteúdo de k-pop da atualidade. Foi uma geração marcada por caracteríticas japonesas e americanas. Isso devido ao fato de que eles buscavam referências para suas músicas, estilos e conceitos, mas sem perder sua essência coreana, eram absolutamente coreanos! Foi algo inovador na indústria musical coreana da época.

Grandes nomes que marcaram essa geração: Seo Taiji and Boys; Turbo; H.O.T; S.E.S; Sechs Kies; Shinhwa; Fin. K.L; Chakra; g.o.d; entre outros.

Dentre esses, o único ativo até hoje, é o Shinhwa, sendo assim o grupo com mais tempo de atividade na história do k-pop.

Embora o S.E.S tem feito um comeback recentemente (Janeiro de 2017), foi apenas um presente de aniversário para as meninas e para os fãs antigos. Elas não voltarão a promover como o grupo que foram.

 

[2ª Geração]
2001-2008

Sem dúvida a maior geração do k-pop até hoje, pois foi nela que surgiram grandes nomes do k-pop que praticamente todo fã conhece, e principalmente, surgiram os grupos da nação, tanto masculino, quanto feminino. Sem falar na grande rainha do k-pop, BoA.

Foi nessa geração que o k-pop foi apresentado para o mundo, deixando de ser algo restrito e tomando proporções globais. Se tornou algo super rentável, e tomou a forma como ele é aplicado e divulgado atualmente.

Grandes grupos dessa geração: BoA; Rain; Epik High; TVXQ; Super Junior; Big Bang; Brown Eyed Girls; FT Island; Kara; Wonder Girls; Girls Generation (SNSD); Sunny Hill; SHINee; U-Kiss; 2PM; IU; entre outros.

É possível perceber que a quantidade de debuts nesse período aumentou consideravelmente em relação a 1ª Geração. Dando o verdadeiro início da onda hallyu. O mercado musical coreano, passou a investir no mercado japonês. Pois a música no Japão, é algo caro e rentável, por isso muitos artista fizeram carreira no Japão, ao mesmo tempo que faziam na Coreia.

Assim várias empresas da Coreia, principalmente a Big 3 (SM, YG e JYP), levavam seus grupos para o Japão. Porém para se diferenciar, alguns grupos passaram a aplicar elementos da música americana em suas músicas, o que fez que fossemos para uma nova geração do kpop.

 

[3ª Geração]
2009-2011

Um período menor do que a sua geração anterior teve, ficou conhecido como a Geração de Ouro do k-pop, pois foi o ápice da onda hallyu no mundo todo e até mesmo no Brasil. A maioria dos kpoppers do Brasil são dessa geração. Isso graças ao youtube, que se popularizou muito nessa época, e as mudanças fonográficas das músicas e super produções dos MVs.
Também foi nessa época que começaram a acontecer os shows de kpop no Brasil.

Grupos que marcaram essa geração: 2NE1; G.NA; Beast; 4Minute; f(x); MBLAQ; T-Ara; Rainbow; Secret; CNBlue; Miss A; Girl’s Day; Infinite; Sistar; Teen Top; Nine Muses; Apink; B1A4; Block B; Boyfriend; M.I.B; Brave Girls; Stellar; Trouble Maker; entre outros.

Mais uma vez o número de debuts aumentou, e dessa vez de forma considerável, principalmente se analisarmos o crescente número de girl groups.

E reafirmando o estilo de mercado, é possível perceber que vários desses grupos tinham um estilo mais americanizado, enquanto outros, tinham a “loucura” e “bizarrice” que atrai os japoneses. Mostrando uma divisão no mercado musical coreano, o que de certa forma, foi algo positivo, pois fez o k-pop se popularizar bastante, isso devido a quantidade de grupos, conceitos, e claro, músicas para todos os gostos.

 

[4ª Geração]
2012-2014

O menor período até o momento. Isso se levarmos a crença de que essa geração já terminou e estamos vivendo em uma nova geração. Vamos as explicações para tal.

Essa geração foi marcada pelo abandono do mercado japonês, isso porque devido a corrida por mercados, o Japão ficou saturado de k-pop. Foi (e é) rentável, porém, os japoneses não consomem tanto o k-pop como fizeram no início.

Então as empresas e os grupos passaram a olhar mais para o mundo, mas principalmente para os Estados Unidos. Pois conforme a onda hallyu se espalhou, trazendo suas músicas e até mesmo seus shows para o lado das américas, um público fiel foi criado. Pequeno em comparação a outros estilos como rock, pop (americano), hip-hop, eletrônica, etc., porém muito grande levando em conta o tamanho e a população da Coreia. Tudo isso graças a geração de ouro.

Grupos que marcaram essa geração: EXO; B.A.P; AOA; Ailee; Exid; Vixx; BTOB; Cross Gene; Fiestar; Hello Venus; NU’EST; Spica; BTS; History; Ladies’ Code; Boys Republic; Topp Dogg; Mamamoo; Red Velvet; Akdong Musician; Bigflo; Got7; Lovelyz; Melody Day; Winner; Uniq; 24K; entre tantos outros.

Além desses nomes que já são bastantes, muitos outros surgiram, porém como é um mercado altamente disputado, para um público pequeno, (se tratando exclusivamente da Coreia, pois lá que é o mercado principal), muitos grupos floparam.

 

[5ª Geração]
2015-atualmente

É possível dizer que a 5ª Geração começou, devido a sonoridade que o k-pop tomou no ano de 2015 e que segue até o momento. É algo mais americanizado, perdendo um pouco a essência que tinha no início e principalmente na 2ª e 3ª geração, que tinha aquele diferencial na música, um toque que era possível identificar a personalidade.

Mas essa americanização, é explicada pelo mercado. As empresas estão visando uma maior divulgação de seus idols, e lançar eles em solo americano, torná-los globais. Uma fácil percepção disso, são os valores de compras digitais. Seus preços se elevaram, o que nos mostra que as empresas não estão tendo mais lucro somente em solo coreano, e por isso estão elevando os valores.

Assim estão divulgando mundialmente seus artistas de uma forma como nunca foi feita antes, gerando assim uma nova forma de fazer música e criar conceitos. Por isso é possível dizer que a 4ª Geração terminou e atualmente estamos na 5ª Geração.

Grandes grupos do momento: iKON; Twice; G-Friend; Oh My Girl; Monsta X; Seventeen; April; CLC; Day6; DIA; UP10TION; NCT; Black Pink; Astro; KNK; gugudan; I.O.I; SF9; K.A.R.D; Pentagon; Imfact; Bulldok; Cosmic Girl’s; entre outros.

 

E um grande detalhe além desses debuts de grupo, é o aumento de debuts solo de idols que já haviam debutado com seus grupos. Isso já acontecia nas gerações anteriores, mas atualmente está com uma frequência muito maior, e será cada vez mais frequente esse tipo de debut.

Uma observação importante a respeito dessa geração, é o debut do NCT e de todas as suas units. NCT é algo totalmente inovador no k-pop, nenhuma outra empresa fez o que a SM Entertainment fez ao debutar o NCT. O seu estilo de música, conceito, filmografia do MV, é realmente um marco, uma inovação, que pode ser a tendência para a nova geração do k-pop.

 

A 5ª Geração ainda está viva, mas é impossível dizer quanto tempo ela vai durar, pode ser que termine esse ano, ou se estenda por mais algum tempo, não se sabe. Só nos resta acompanhar as novidades que o k-pop tem para nos oferecer, e sempre esperar aquele comeback do grupo “das antiga” que nos faz sentir a nostalgia e o diferencial de curtir e ser um kpopper.

Você sabia da divisão das gerações? Quando foi que conheceu e entrou para o k-pop? Aproveite agora que já sabe a que geração pertence, e revisite os sucessos dos seus idols preferidos.

Fighting!

Fonte:
Nunca Pause o MV | Wikipédia

Igor Cuiabano

Designer gráfico, viciado em séries, animes, mangás e quadrinhos, principalmente Marvel. Ouvinte assíduo de k-pop, sempre uma música pra qualquer momento. Adoro passeios ao ar livre.

Você Pode Gostar

  • Que matéria maravilhosa, amei demais.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: