Resenha “Dragões do Eter: Caçadores de Bruxas”, de Raphael Draccon

topo_dragoes_eter

Este livro simplesmente me causou um grande turbilhão de sentimentos. Sentimentos que foram da tristeza a alegria, da raiva a felicidade em um virar de página. Tudo isso, em poucos capítulos. Sabe aquele tipo de leitura que te prende sem que você perceba, então, é exatamente isso que acontece e ao se deparar com essa narrativa.

Mas deixarei minha empolgação de lado e vamos a análise do livro.

3347-MLB4841975752_082013-F

1° Enredo:

O universo desta trama, é algo entre o conhecido e o inusitado. Eu estaria sendo extremamente injusto se dissesse que o livro é apenas mais um conto de fadas. Mas, devo admitir que fiquei um pouco triste, quando vi que encontraria ali mais uma releitura dos clássicos contos. Isso até me desmotivou um pouco no início, daí a minha tristeza citada acima. Porém como este livro me foi muito bem indicado, resolvi acreditar e investir meu tempo nele.

Não me arrependi, pois, não era um simples conto de fadas, mas sim uma resposta a todos os questionamentos que sempre tivemos ao conhecermos as histórias clássicas. Como: quais eram as motivações de nossos heróis? De onde os vilões tiram tanta maldade? Quem são os protetores divinos que sempre providência tudo, no momento certo para que todos tenham um final feliz? Tenho certeza que você sempre se perguntou como isso tudo culminava em uma trama.

Neste livro,  somos apresentados a pessoas comuns e nobres, mas todos com o seu lugar nessa narrativa. A cada capítulo, conhecemos e nos apaixonamos cada vez mais por esse povo, sofrido no entanto feliz.

Em nossa linha de frente, encontramos o Príncipe do Povo, A inocente, o Herói, O Poderoso Rei, o Detetive, O Pirata Sanguinário e muitos outro arquétipos já conhecidos, mas todos com um ponto de vista muito pessoal e justificado. Acredito que isso é que torna essa história tão maravilhosa.

Dragoes-do-ether-raphael-draccon-caçadores-de-bruxas-literatura-nacional-DGEEk-lira-Escarlate-3

2° Narrativa:

Olha esse com certeza foi o livro mais diferente que li em toda a minha vida. Não quero estragar a surpresa, mas sabe o que significa “Quebrar a Quarta Parede”? Bom, se não sabe, neste livro você vai descobrir.

A condução da leitura é muito intuitiva e isso faz o livro fluir em suas mãos. Outra coisa que gostei muito é que os capítulos são curtos e continuam na mesma página que terminou o anterior, dando um ar de sequência, sem quebrar o ritmo.

Mas realmente a forma como somos apresentados a história de cada personagem é muito boa. Cada um tem o seu momento na trama, e sua introdução é especialmente conforme a necessidade da história. Até mesmo quando o autor, ou narrador, como ele prefere ser chamado, precisa nos contar alguma situação, ele o faz de forma a não nos deixar sem entender o contesto. Mas acredite, se o narrador te priva de alguma informação, que você julgue necessária, ele o fará por um bom motivo. Confie!

 

3° Destaque:

O grande destaque fica por conta da condução da leitura. O maior momento na minha opinião, é quando o narrado, praticamente, te pega pela mão e te transporta para um outro lugar, em um tempo diferente do atual. Mas é impressionante o artifício usado por ele. Eu nunca vi nada igual.

O autor Raphael Draccon, realizou um trabalho excepcional. Com uma trama digna de uma campanha de RPG bem intrínseca. é muito fácil se apaixonar por esses personagens fascinantes e complexos. O primeiro livro da trilogia abriu com chave de ouro, mas deixa uma dúvida: Como superar esse livro tão bom?? Lembre-se, ainda existem outros dois. Aja coração!

Raphael_Draccon

FICHA TÉCNICA:

Editora: Leya
Autor: Raphael Draccon
Páginas: 440
ISBN: 9788562936333

Érico Robert

Sou apaixonado por Livros, RPG e Video Games. Minha Família é tudo pra mim, minha alma gêmea (Ara), foi quem me ensinou a gostar de ler e sou eternamente grato a ela. Sou dedicada as minhas filhas, mas adoro os poucos momento em que posso desfrutar de paz e sossego. Diversão é reunir a família e os amigos e cozinhar para eles, enquanto conversamos, assistimos alguns filmes ou batalhamos no RPG!

Você Pode Gostar

  • Hugo Sanchez

    Dentre os que pude ler, essa trilogia foi a melhor até agora ^^

    • Érico Robert

      Muito bom Mesmo! Me surpreendeu!

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: