Crítica – Zootopia : Essa Cidade é o Bicho

Antes de mais nada, gostaria de deixar claro ao senhores como esses subtítulos desnecessários em português me irritam. Sinceramente, parece que como não tem jeito para traduzir algo que já está explicitamente explicativo, querem enfiar uma frase só para dizer que fizeram alguma coisa, sabe ? Sério, NÃO!!!

Com o trailer, já pudemos nos identificar ao ver a cena das preguiças trabalhando em um departamento muito parecido com o nosso DETRAN. A lerdeza para resolver os problemas, os cidadãos se estressando com a demora e o mais engraçado é que o nome da preguiça em questão é Flecha! hahahahahahahahaha De rápido só o nome, né ?

foto 1

SINOPSE

Os animais evoluíram. Presas e predadores vivem na mais completa harmonia e possuem comportamento “civilizado”, só que a lógica natural da cadeia alimentar ainda não foi completamente superada. A coelhinha do interior Judy Hopps, sonha em ser uma policial na cidade de Zootopia, mas nunca é levada à sério pelos animais maiores, que são considerados mais “capazes” de fazer esse trabalho. Agora, ela terá que provar que tamanho não é documento, resolvendo um mistério que pairou sobre a cidade.

foto 3

OPINIÃO

Em Zootopia, Judy descobre que a cidade é repleta de chances para crescer na vida, como também transborda em preconceitos (bem parecido com o que vivemos, não é?), inclusive a própria é cheia de intolerâncias. É muito interessante vermos Judy com a raposa Nick Wilde e o preconceito que ela tem com ele somente porquê as raposas eram predadores dos coelhos.

foto 2

A raposa Nick também foi alvo constante de preconceito na infância, o que fez ele a se tornar um malandrão, pois a sociedade impôs que ele era daquele jeito. Foi bacana ver que os personagens tinham uma complexidade maior e seus motivos pessoais para serem quem são, o que transformou esta animação com um cunho mais moral pela proximidade com os personagens.

A relação entre os dois personagens muda quando Judy precisa da ajuda de Nick para investigar o sumiço de alguns animais e consequentemente a súbita mudança de comportamento deles. Ou seja, uma hora o preconceito teve que ser superado para que o trabalho em equipe fluísse.

 

foto 5

Como considerações finais eu digo que o filme, apesar de ser uma animação, trouxe assuntos bem interessantes à tona como a questão da intolerância e como ninguém está acima dela. Utilizando elementos da cultura pop, Zootopia consegue prender essa geração mais conectada e que não acredita simplesmente em contos da carochinha. Você imerge dentro do enredo, se enxerga na historia em alguns momentos e a partir desta identificação, que se consegue entender a mensagem que os diretores Howard, Rick Moore e Jared Bush tentam passar para a sua vida.

Confira abaixo o trailer:

 

Bjo da Dayse 😉

Dayse Ribeiro

Oi,galera! Meu nome é Dayse, tenho 21 anos e estudo Jornalismo. Sou completamente apaixonada por cinema, séries (Game of Thrones e American Horror Story são meus xodós s2 rsrs) e claro, o Universo Nerd!

Você Pode Gostar

  • Owwwwwwwwwwwww muita vontade de assistir. Quero muito levar as meninas! Amei a resenha amore!

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: