Crítica – Love

love 2

Love, mais uma da metralhadora de séries Netflix (kkk), apresenta que até mesmo os adultos tem suas dúvidas, seus dilemas e se perdem quando a questão é amadurecer. Do mesmo criador de “Ligeiramente Grávidos” e “O Virgem de 40 Anos”, Judd Apatow, a série retrata várias situações engraçadas e bem pessimistas dos personagens que, no auge dos seus 30 anos, ainda tropeçam (e muito!) quando o objetivo é amadurecer, amar e ser amado.

 

Na California, conhecemos Mickey (Gillian Jacobs), uma produtora de rádio e Gus (Paul Rust), um tutor que trabalha em um importante estúdio e que aspira em ser roteirista. Sendo eles um o oposto do outro, as características de cada são bem estereotipadas, por exemplo: Ela é toda descolada, não liga para o que os outros vão pensar e é viciada em amor, sexo e álcool. Por outro lado, ele é uma síntese do que é ser nerd, é todo certinho, adora séries e filmes.

love 4

Ao longo de seus trinta minutos por episódio e com um humor destrutivo, conseguimos nos afeiçoar por Mickey, Gus e os personagens coadjuvantes como a australiana esquisitinha Bertie (Claudia O’Doherty) e o amigo de trabalho do Gus, vivido por Jordan Rock, que se auto entitula de “o negão que sempre dá os melhores conselhos nos filmes”. Estes personagens sempre me davam um certo alívio, quando em alguns momentos os protagonistas conseguiam ser bem impertinentes.

love 5

Apesar da trama ser bem surreal, devido aos acontecimentos seguirem um caminho mais pessimista, Love agrada por ser cheia de referências à geração dos anos 80 que tenta se ajustar nos dias de hoje com a mídia digital e não saberem lidar com ela. Todos os personagens tem seu carisma único, apesar da Mickey e do Gus terem sido bem chatinhos em alguns episódios, mas acredito que tudo isso foi para passar uma identidade mais realista para a série. Sempre tem aqueles dias que somos mais irritantes, não é?

Iris Apatow, John Maholm, Paul Rust

Ah, e não tem como não torcer pela Mickey e pelo Gus. Acho que todo mundo tem um pouquinho deles dentro de si. Foi uma série bem feita, bem dirigida, a qual eu me afeiçoei e engoli os 10 episódios. Ainda bem que a segunda temporada já foi renovada e pretende estrear em 2017.

love 3

Confira abaixo o trailer de Love:

Dayse Ribeiro

Oi,galera! Meu nome é Dayse, tenho 21 anos e estudo Jornalismo. Sou completamente apaixonada por cinema, séries (Game of Thrones e American Horror Story são meus xodós s2 rsrs) e claro, o Universo Nerd!

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: