Crítica: Como Eu Era Antes de Você

O filme “Como Eu Era Antes de Você” é uma adaptação do best-seller de mesmo nome escrito pela autora Jojo Moyes. Para quem quiser ler a análise do livro feita pela nossa querida resenhista Thamirys, convido todos a clicarem aqui.

Dirigido por Thea Sharrock o longa teve seus pontos altos, mas também teve seus momentos decepcionantes no aspecto roteiro e desfecho. É importante relembrar que eu estou fazendo o olhar apenas cinematográfico da história, já que não li o livro, mas conversei com pessoas que já leram e deu para estabelecer um parâmetro. Vamos lá saber mais um pouco sobre essa fofurice de filme?

imagem 1

SINOPSE

Louisa Clark (Emilia Clarke) é uma mulher de 26 anos de bem com a vida simples que leva. Até que um dia, ela é demitida do seu emprego em uma cafeteria e precisa arrumar algum trabalho para poder continuar ajudando em casa. Sem possuir muitas qualificações, Lou acaba encontrando um emprego para ser cuidadora de um tetraplégico e, mesmo com seu jeitinho único de ser, acaba conquistando o trabalho. O paciente em questão é Will Traynor (Sam Claflin), um homem de 31 anos muito rico, porém que não enxerga mais nenhum motivo para viver após o seu acidente. Agora, a missão de Lou é trazer a alegria e cor de volta para a vida do rapaz.

ME BEFORE YOU

OPINIÃO

Desde que saiu o primeiro trailer eu já sabia que eu iria assistir correndo a este filme simplesmente por ter Sam Claflin e Emilia Clarke (minha Khaleesi s2) como protagonistas. Sério, esse Sam tem que parar de fazer filmes tão fofos como esse! Hahahaha. Mentira, Sam. Para não!

imagem 4

Apesar da temática do filme tender para algo mais sombrio pelo fato das dificuldades e limitações de Will, o filme é bem colorido e olha que não estou falando só das roupas da Louisa, não! Hahahahaha. As locações foram muito bem escolhidas, pareciam verdadeiros wallpapers e achei que exploraram bem os tons de verde e azul claro no filme, o que deixou tudo mais leve e bonito de se ver.

Me identifiquei bastante com a personagem da Emilia, não só por ver o quão desastrada e engraçada ela é, tampouco pelas roupas mega chamativas e ao mesmo tempo tão tudo a ver, mas em saber que ela tenta de tudo para deixar a pessoa que gosta mais feliz, mesmo que seja de pouco a pouco. Gostei da evolução que Louisa e Will tiveram no decorrer da história. Ela, por amadurecer como mulher. Ele, por se permitir a experimentar coisas novas e a deixar o colorido da vida adentrar os cantos que já estavam obscuros no seu coração.

Adorei os momentos descontraídos e ri bastante em algumas das tentativas de Louisa para alegrar o dia de Will. Aliás, Will também teve seus momentos em soltar algumas coisinhas engraçadas e, apesar do filme ser bem dramático, esse alívio cômico deixou o filme com uma leveza singular. Ah! E que trilha sonora incrível. Sério, os filmes britânicos são os melhores no quesito trilha sonora. Ouvindo tudo no Spotify em 3…2…1.

imagem 3

O final que me desapontou um pouco, mas isso é porque eu sou otimista demais com os filmes. Realmente acreditei que conforme certo personagem fosse evoluindo, que talvez suas escolhas pudessem acabar mudando, mas não. Enfim, isso me deixou um pouco desanimada. Mas, apesar do roteiro não ser algo 100%, já que foi escrito pela própria autora do livro e achar que ela como roteirista é uma ótima autora de livros, o filme me rendeu pequenas lágrimas que brotaram no cantinho dos olhos. Bem no cantinho mesmo. Hehehehehe #ChoraNãoDayse

Confira abaixo o trailer de “Como Eu Era Antes de Você”:

Bjo da Dayse 😉

Dayse Ribeiro

Oi,galera! Meu nome é Dayse, tenho 21 anos e estudo Jornalismo. Sou completamente apaixonada por cinema, séries (Game of Thrones e American Horror Story são meus xodós s2 rsrs) e claro, o Universo Nerd!

Você Pode Gostar

  • Quero ver e chorar! kkkkkk

  • Thamirys

    Vamos lá… Acabei de ver e tenho umas comparações.
    Acho que o que mais ficou parecido foi os modelitos da Lou e seu desastre ambulante, infelizmente não entendi a falta de emoção da Lou, é uma ótima atriz mas não teve a mesma paixão que sentimos no livro. Will No livro é mais insuportável, ali ele só parece um cara chateado que fica de boa logo, o tempo é complicado pra por toda a história mas o sentimento não! Alguns que viram o filme e não leram o livro sentiram falta de algumas informações como se ficasse um vácuo entre as cenas e realmente teve, algumas coisas como a Jojo disse não deu pra colocar como o praticamente estupro que tem no livro, porém precisa de conexões para entender melhor! Cara no filme a irmã da Lou parece tão legal, porém ela não é tão assim, a mãe do Will é bem fechada e passa ar de superioridade mesmo estando desesperada e esqueceram que ele tem uma irmã que tenta convencer a ele viver, achei desnecessário trocar a forma como a Lou descobriu, o tempo é o mesmo.
    Concordo com vc que a JOJO é melhor como escritora kkk
    Eu poderia ate deixar as outras coisas passarem se tivesse a mesma emoção que a Lou tem.

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: