Resenha “Cinquenta Tons de Cinza”, de E L James

B6w2ZNxIYAE9j0c

RESENHA CINQUENTA TONS DE CINZA

Então vou falar de Cinquenta Tons. Apesar de estar batida, e o mundo inteiro saber de trás pra frente a história, vou dar aqui minha opinião sobre os livros e vamos ao primeiro.

1° Enredo:

Nesse somos apresentados a Anastasia Steele, uma estudante de literatura que resolve ajudar a amiga Kate,que dividi a casa com ela. Ana tem que entrevistar um cara milionário pra o jornal da faculdade, e assim parte pra Seattle.

Chegando lá conhece o enigmático Christian Grey, Ceo da Enterprises Holdings, Inc. O cara é tudo de bom, lindo de morrer, corpo perfeito, voz “seduzente” (kkkkkkk) ou seja, a melhor coisa desde que inventaram chocolate (sqn ¬¬’). Ana fica louca com ele, até eu fiquei louca com ele, afinal de contas com a descrição que ela deu do cara, só uma múmia ficaria apática em relação Christian Grey.

fifty-shades-of-grey-movie-screenshot-anastasia-steele-dakota-johnson-36

Voltando, Ana faz a entrevista, meio bizarra, pois ela nem tinha se preparado, cai quando entra na sala do cara, faz umas perguntas que não tem nada a ver, enfim, pinta um clima entre os dois.

Ana vai embora com aquela sensação de que acabou de conhecer o homem mais perfeito do mundo, mas tenta voltar a normalidade do seu mundinho.

fifty-shades-of-grey-movie-screenshot-anastasia-steele-dakota-johnson-9

O negocio é que desse encontro em diante as coisas vão acontecendo sem freio na vida da garota. Christian começa a aparecer nos lugares que Ana estar, começa a soldar a garota por tudo que é lado, e fica aquele jogo de empurra e puxa que deixa qualquer leitor doido, mas que prende que é uma beleza.

Ela aceita sair com ele, e aí o mundo peculiar de Christian vai sendo mostrando a Ana. Ela é muito inexperiente e o nosso galã fica no cargo de mostrar todo esse mundo hot BDSM pra Ana.

2° Narrativa:

50-tons-de-cinza-mulheres

A narrativa E.L. James é simples e tranquila, com passagens até engraçadas. Não foi o primeiro livro erótico que li, então não foi novidade, nada me chocou e eu consegui levar numa boa todo o relacionamento “sado” de Christian Grey. Contudo o que irritou bastante foi o fato dele repetir o tempo inteiro que ele é cinquenta tons aquilo… cinquenta tons aquilo lá… Achei desnecessário ficar citando o tempo inteiro o nome do livro. Ficou chato e forçado. Os palavrões não incomodaram também, afinal livro falando de sexo tem que ter palavras chulas, é de lei. Acho até que fica estranho se não tiver. O que me fez ler o livro até o final foi a curiosidade sobre a vida de Christian, porque Anastasia não chamou atenção, pelo contrario, achei ela chata demais. Mas entendi a proposta do livro, então como um todo, não é de todo ruim.

fifty-shades-of-grey-0808_652x408

3° Destaque:

CfhFcffPKgI

Tirando o fato de a mulher ser super inocente pra idade dela – o que foi muito esquisito – o destaque fica por conta do sucesso que esse livro fez sendo tão parecido com Crepúsculo, mas também pudera, o livro é uma fanfic de Crepúsculo, então toda semelhança tem desculpa. É uma historia de amor, com cenas ousadas de sexo (nada de mais na minha humilde opinião) mas que pra muita gente foi o primeiro contato com leitura desse gênero, então eu entendo o frenesi.

Porem uma coisa que vale destacar é que as portas que Cinquenta Tons abriram foram ótimas, mostrou pros homens que mulheres gostam sim de sexo, e ler sobre sexo. E que sexo animal, bruto, com algumas chicotadas é gostoso sim, porque vamos combinar só papai e mamãe é um saco!

sadomasoquismo270214Banner Grey (1)

O livro da E.L. James está recheado de momentos assim, cenas hot hot hot. Uma boa diversão para noites frias! Então vamos parar com esse preconceito idiota, pois sexo é bom e todo mundo gosta! E foder com força é bom demais! Já dizia Senhor Grey! Kkkkkk

Cinquenta-Tons-de-Cinza

Sinopse:

Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja – mas em seus próprios termos.

Chocada e ao mesmo tempo seduzida pelas estranhas preferências de Grey, Ana hesita. Por trás da fachada de sucesso – os negócios multinacionais, a vasta fortuna, a amada família -, Grey é um homem atormentado por demônios do passado e consumido pela necessidade de controle. Quando eles embarcam num apaixonado e sensual caso de amor, Ana não só descobre mais sobre seus próprios desejos, como também sobre os segredos obscuros que Grey tenta manter escondidos…

Romântica, libertadora e totalmente viciante. Uma história que vai dominar a atenção do leitor até a última linha.

FICHA TÉCNICA
ISBN:
978-85-8057-218-6
Tradução: Adalgisa Campos da Silva
Lançamento: 2012-08-01
Páginas: 480
Formato: 16 x 23
Gênero: Ficção
Selo: Intrínsica

Ara Robert

Sou viciada em leitura, games, RPG, séries, filmes, gatos, nas minhas filhas e maridão. Meus melhores amigos são meu maridão, minhas filhotas e mami. Sou do tipo que quando ler se apega aos personagens e quando eles morrem eu choro, quando eles são horríveis fico com ódio.

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: