Resenha “Perdida”, de Carina Rissi

capa_perdida_2-704x454

Sempre tive uma quedinha por livros de épocas, mas não faço ideia do por quê ter demorado tanto pra ler esse livro. Só posso imaginar que estava “perdida”  no tempo, assim como Sofia, para ter atrasado tanto essa leitura tão maravilhosa.

Enredo:

“Perdida” conta a história de Sofia, uma garota que vive no século vinte e um, super antenada nas tecnologias de sua época e totalmente dependente delas. Ela não consegue se imaginar sem seu celular e muito menos sem computador! Microondas então nem se fala, ela praticamente tem um caso de amor com ele.

Enfim, Sofia é uma garota normal para gente que também está em contato com essas coisas tecnológicas. Nada mais natural, não é? Pois é, até aí tudo bem para mim.

Conforme fui lendo, descobri que o amor de Sofia só se extende para a tecnologia mesmo, tirando sua melhor amiga Nina, Sofia não é presa à ninguém e não sente necessidade de tal coisa, ela abomina casamento e nem sonha em ter isso para ela. É um mal que não pretende sofrer, em sua visão.

Tudo começa quando ela tem seu celular estragado por um acidente, o derruba em uma privada e assim o pobrezinho vem a falecer. Sofia, como uma pessoa super dependente do aparelho, resolve providenciar um no outro dia mesmo, pois sabe que não irá sobreviver sem um para lhe auxiliar no seu dia a dia.

Aí ela sai, entra na primeira loja que vê e compra o tal celular de forma mega suspeita, pois a vendedora é bem excêntrica. Mas ela não liga muito para isso, o negócio para ela é comprar logo o aparelho.

Em posse dele, Sofia sai da loja, não espera chegar  em casa para ligá-lo e vai logo testar seu mais novo brinquedo. E eis que do nada ela é engolida por uma luz e assim ela vai parar no século dezenove.

Sim isso mesmo, Sofia volta no tempo, e eu preciso dizer que nesse momento meus olhos brilharam pois sou realmente fascinada por histórias com viagem no tempo, tanto que no meus tempos de Fic, eu tinha uma história sobre viagem no tempo, mas isso é algo para outro dia. Voltando… Sofia dá um pulo no tempo e não entende nada à princípio.

Totalmente perdida e sem saber onde foi parar a cidade que estava ali há pouco tempo, ela começa a olhar de um lado para o outro e eis quem surge no horizonte. Ian Clarke – mega saudável – o homem mais lindo que ela já viu e mais educado, protetor, solícito e todos os adjetivos maravilhosos que eu pude pensar. Ai ai…

Há um dialogo bem engraçado entre eles, porque imagina,Ian do século 19 com aquelas roupas em excesso, fala toda rebuscada, enquanto Sofia tá ali com seu All Star vermelho, saia jeans, fala descolada. Deu pra imaginar? É muito divertido.

perdida-carina-rissi-verus-editora-record-mlnet-resenha

Sofia, coitada, sofre muito com as diferenças, o quanto as coisas eram difíceis naquela época. Percebe que uma coisa simples como tomar um banho, por exemplo, pode ser algo bem trabalhoso.

Agora o romance… sério esse livro é tão lindo que me peguei chorando! Ian é apaixonante e Sofia se vê completamente sem ação perto dele. A atenção dele com ela, o cavalheirismo, o carinho, faz de Ian um homem difícil de não amar, e até Sofia que abominava relacionamento não é capaz de impedir as investidas dele que aos poucos vai chegando no seu coração endurecido.

Sofia aprende com Ian a dar valor às coisas verdadeiras.

Narrativa:

Eu não conhecia a escrita da Carina Rissi, mas já posso dizer que eu estou apaixonada. A forma como ela descreve as coisas e o jeito gostoso de contar algo engraçado, ou até mesmo uma cena romântica é maravilhosa. O livro é gostoso de ler, é todo contado no ponto de vista de Sofia, faz a gente mergulhar na história e se imaginar lá, no século 19. É um barato ver as coisas no ponto de vista dela. A autora está de parabéns pois soube dosar tudo: desde as cenas de humor, como as românticas, não tornando de forma nenhuma o livro chato ou cansativo.

Destaque:

Sem sombra de dúvida o destaque fica por conta da parte histórica do livro. Nota-se que rolou um estudo para Carine escrever esse livro. E é fantástico descobrir coisas sobre o passado, comportamento das pessoas, etiqueta. Foi como viajar no tempo sem sair do lugar.

Ian e Sofia apesar de serem mega diferentes, com dois séculos os separando, são muito fofos, lindos, apaixonantes juntos.

Minha Opinião:

Esse livro deve ser lido e degustado. Ótima leitura, super indico, cinco estrelas no Skoob com toda certeza.

Ah! Outra coisinha que não posso deixar de citar é que essa história magnífica vai virar filme, e está previsto pra lançar em 2017. Então corre porque ainda tem tempo de sobra pra ler e se apaixonar por essa história de amor que ultrapassa as barreiras do tempo!

Perdida

Sinopse:

Sofia vive em uma metrópole e está acostumada com a modernidade e as facilidades que ela traz. Ela é independente e tem pavor à mera menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são aqueles que os livros proporcionam.

Após comprar um celular novo, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século dezenove, sem ter ideia de como voltar para casa – ou se isso sequer é possível. Enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de retornar ao tempo presente, ela é acolhida pela família Clarke.

Com a ajuda do prestativo – e lindo – Ian Clarke, Sofia embarca numa busca frenética e acaba encontrando pistas que talvez possam ajudá-la a resolver esse mistério e voltar para sua tão amada vida moderna. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos…

Perdida é uma história apaixonante com um ritmo intenso, que vai fazer você devorar até a última página.

Ficha Técnica

Autora: Carina Rissi
ISBN-13: 9788576862444
ISBN-10: 8576862441
Ano: 2015 / Páginas: 364
Idioma: português
Editora: Verus

Ara Robert

Sou viciada em leitura, games, RPG, séries, filmes, gatos, nas minhas filhas e maridão. Meus melhores amigos são meu maridão, minhas filhotas e mami. Sou do tipo que quando ler se apega aos personagens e quando eles morrem eu choro, quando eles são horríveis fico com ódio.

Você Pode Gostar

Pin It on Pinterest

%d blogueiros gostam disto: